A Sherlock Communications, empresa de menos de 4 anos sediada em São Paulo, foi reconhecida com a sexta colocação na categoria “Dez melhores campanhas” no Global SABRE Awards 2019, realizado em Washington D.C., nos Estados Unidos. Mais de 5.500 campanhas de agências de todo o mundo foram analisadas pelo comitê avaliador do prêmio.

A campanha foi criada para ajudar a banQi, empresa com base em Boston dona da plataforma de serviços financeiros banQi, a lançar e promover sua “carteira móvel” para Android no Brasil, visando atender os 55 milhões de pessoas desbancarizadas e a população de baixa renda.

Desde então, diversos premiações reconheceram a Agência pelo trabalho desenvolvido, como o PRWeek Global Awards 2019, um dos prêmios mais prestigiados do mundo na área de PR, na categoria “melhor campanha da América Latina”. No evento sediado em Londres, a Sherlock Communications também levou o troféu de melhor agência da América Latina. Patrick O’Neill, co-fundador e diretor da Sherlock Communications, comenta:

Comente um pouco sobre a Sherlock Communications nos últimos 4 anos

Eu e meu sócio, Alasdair, começamos a falar sobre abrir uma agência de RP no Brasil há cerca de 5 anos numa mesa de bar tomando cerveja. Pra ser honesto, fiquei muito relutante, principalmente porque meu português era muito ruim. Também trabalhei com muitas agências de relações públicas no passado e não tinha uma boa opinião sobre elas. Na verdade, jurei que preferia trabalhar fritando hambúrgueres a abrir uma agência de relações públicas.

No fim, depois de um pouco de persuasão e muito álcool, concordei em fazê-lo com a condição de que nos concentremos em apoiar empresas internacionais a lançar-se ou crescer no Brasil. Já tinham muitas grandes agências de RP no Brasil e queríamos nos destacar.

Começamos a trabalhar em nossas respectivas casas, construímos um site e começamos a ligar para nossos contatos. No entanto, nossa primeira grande campanha veio do Conselho Nacional de Turismo do Japão durante as Olimpíadas do Rio. Foi um trabalho árduo e, às vezes, muito estressante, mas adoramos. Isso lembrou especialmente que RP poderia ser incrível e agradável se você tivesse um ótimo cliente e uma boa equipe.

Em pouco tempo, abrimos um escritório em São Paulo e começamos a crescer rapidamente. No primeiro ano, tínhamos 10 pessoas trabalhando em período integral conosco. Construímos uma equipe bilíngue, com mentalidade internacional, sendo que quase todas as nossas comunicações com os clientes sempre foram realizadas em inglês. Também construímos uma equipe de digital e começamos a conseguir trabalho em todos lugares do mundo.

Vários de nossos clientes começaram a nos pedir ajuda em campanhas em outros países da América Latina. Primeiro tentamos trabalhar com outras agências, mas não deu certo. Então, como resultado, desenvolvemos nossas próprias equipes e agora temos escritórios na Cidade do México, Bogotá, Buenos Aires, e equipes locais na Costa Rica, Chile, Peru e outros.

Que estratégia a empresa usa para estabelecer uma ligação com os clientes e ter sucesso com as campanhas?

A estratégia é simples, somos orientados a resultados, honestos e transparentes na entrega, prestação de contas e relatórios. Nosso foco nos resultados mostra como nunca perdemos um cliente para outra agência.

Acreditamos em ter um diálogo franco e aberto com os clientes. Não temos problemas em dizer diretamente a um cliente que achamos que ele está errado. Inicialmente, a equipe achou essa abordagem bastante estranha, às vezes quase grosseira, mas acho que essa conversa direta ajuda a criar confiança e nos permite focar para garantir que as campanhas sejam bem-sucedidas.

Temos uma cultura de empoderamento e incentivamos toda a nossa equipe a ser líder por si só. Por esse motivo, além de permanecermos constantemente conectados por meio do uso de ferramentas de colaboração, realizamos reuniões regulares com toda a equipe, nas quais nossa equipe discute a estratégia e o desenvolvimento pessoalmente. Acreditamos que essas reuniões não apenas nos ajudam a construir relações de trabalho mais fortes e a produzir melhores resultados para os clientes, como também nos ajudam a superar formalidades profissionais e a criar amizades, garantindo a manutenção do ambiente flexível e de apoio que nos levou a esta etapa.

Seguindo esse espírito, oferecemos férias irrestritas e oportunidades ilimitadas para trabalhar em casa. Também acreditamos em recompensar um excelente trabalho e os salários da Sherlock Communications são superiores à média da indústria.

Além de oferecer oportunidades de treinamento e desenvolvimento relacionadas a bônus, apoiamos nossos funcionários a concluírem estudos internacionais em Madri e Nova York, por exemplo. Além disso, patrocinamos cada membro da equipe a ter aulas de idioma estrangeiro de sua escolha.

Cada membro da equipe também tem um dia gratuito por mês dedicado ao desenvolvimento pessoal. Isso pode envolver participar de uma conferência, participar de treinamento externo ou ser voluntário em um do projeto do terceiro setor que apoiamos nas áreas de educação, apoio a refugiados e assistência médica.

Todos os funcionários também têm o objetivo de conhecer pelo menos um novo jornalista ou influenciador por mês. Fornecemos incentivos de bônus para os membros da equipe com as melhores ideias criativas e novos contatos a cada trimestre, bem como para aqueles que geraram a cobertura mais impactante para nossos clientes.

Comente os últimos prêmios recebidos, como o Global SABRE Awards 2019. E também o segundo lugar no ranking mundial de criatividade

Tivemos um ano incrível em termos de prêmios. Ganhamos um total 11 prêmios internacionais apenas nos últimos dois anos, entre eles, Melhor Agência da América Latina para o PR Week Global Awards 2019 e 6th Melhor Campanha do Mundo no Global SABRE Awards 2019.

Mas, o que realmente significou muito foi ficar em segundo lugar no mundo no ranking de Agência Criativa do Global Creative Index 2019 do The Holmes Report. Produzimos campanhas premiadas, superando algumas das grandes agências  do setor de relações públicas, com uma lista de clientes muito menor. Esse ranking mostrou claramente que, quando os rankings são ponderados, eles criam condições equitativas que mostram o sucesso de agências menores e acho que é algo que a indústria em geral precisa continuar desenvolvendo.

 

E qual o peso de ser a única empresa da América Latina entre as 10 melhores?

Eu acho que é um reconhecimento incrível para a nossa equipe e o trabalho fantástico que eles produzem para os nossos clientes.

Somos uma agência incomum na região, pois possuímos uma estrutura não hierárquica praticamente plana. A maioria dos cargos das equipes é de consultores e eles geralmente têm o poder de tomar a maioria de suas próprias decisões quando se trata de clientes e campanhas.

Para ser honesto, isso realmente está nos ajudando a demonstrar aos nossos clientes, sejam eles uma empresa de tecnologia da China ou uma Startup no Vale do Silício, que a agência cumprirá o que promete. É ótimo poder elevar o perfil dos profissionais de Relações Públicas da América Latina no contexto da indústria global e incluir a região como parte da história do mercado global.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdGeek

+ Ver mais

Saraiva prepara para fãs estreia de STAR WARS

por Nicole Fanti Siniscalchi

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald