O reality show “Drag Me As a Queen”, desenvolvido originalmente pela produtora brasileira Movioca e transmitido pelo canal E! para toda a América Latina, teve seu formato exportado para a Holanda através da parceria com a NBC Universal Formats com o nome “The Diva in Me”, no país considerado um dos berços dos realities e exportador de grandes formatos de televisão. Nas terras holandesas o programa é produzido pela No Pictures Please e faz parte da programação do canal BNNVARA. A estreia aconteceu no dia 29 de julho deste ano. 

A produção original feita no Brasil é apresentada pelas drag queens Ikaro Kadoshi, Penelopy Jean e Rita von Hunty, que usam a arte drag para ajudar mulheres a reencontrarem sua diva interior. O Brasil é um dos maiores importadores de formatos internacionais de programas televisivos, mas desta vez foi a produtora audiovisual Movioca que conseguiu levar à Holanda,  um formato 100% brasileiro. Lá, o “The Diva in Me” é apresentado por Envy Peru, Hoax LeBeau e Lady Galore, e está em sua primeira temporada.

“As drags são o colorido especial do programa, porque a essência é a diva que tem dentro de cada personagem. Nosso processo de transformação não é o mesmo que os dos programas de beleza comuns: o que une drags e mulheres que estão no programa é a essência feminina. As drags proporcionam às mulheres uma oportunidade de mergulhar dentro de si, numa jornada de autoconhecimento. A alma feminina é o nosso foco, ela opera a união e rompe qualquer barreira de gênero, preconceito, tudo. Da mulher vem a vida, todos nos identificamos de algum modo com a alma feminina.”, comenta Amadeu Alban, um dos sócios-fundadores e diretor criativo da Movioca.

Indicado à categoria de “Entertainment Format of the Year” do prêmio “TBI Content Innovation Awards 2019” ao lado de “Big Brother” e “Masterchef”, o “Drag Me As a Queen” foi premiado, em 2019, no 1o Prêmio da Produção Independente no entregue no Rio2c, nas categorias ‘Destaque Série Factual/Reality’ e ‘Destaque de Direção de Arte’, na qual o profissional Fernando Zuccolotto foi contemplado. Em território latino, desde 2017 o reality é exibido pelo canal E!. 

A criação de formatos originais está no DNA da Movioca que, em 2016, foi finalista do “C21 International Formats Awards”, em Cannes, na categoria “Best Brand Driven Format” com o “Cozinhando no Supermercado”, formato original criado para o Discovery Home&Health Brasil e Grupo Pão de Açúcar.

Criado por Amadeu Alban e Paula Lice e dirigido por Maristela Mattos, o “Drag Me as a Queen” aborda a história de cada mulher participante investigando suas memórias, frustrações, sonhos e ambições para resultar numa versão drag queen construída a partir destas informações coletadas durante a jornada. Devido ao sucesso das primeiras temporadas, a série foi renovada para mais duas temporadas, sendo que a próxima vai ser realizada apenas com mulheres celebridades como referência a um dos episódios de maior destaque na segunda temporada, que teve a participação de Luana Piovani. A previsão de lançamento é para o primeiro semestre de 2020.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald