A Netflix prometeu reduzir as representações do tabagismo em novos programas após uma crítica feita sobre “Stranger Things”, cujas duas primeiras temporadas incluíram o tabaco em todos os episódios.

“No futuro, todos os novos projetos estarão livres de cigarro, exceto por razões de precisão histórica ou factual”, disse uma declaração compartilhada com a CNN por um porta-voz da Netflix.

Ainda este ano, a streaming também planeja a inclusão de informações sobre o fumo na caixa de classificação que aparece no canto superior esquerdo quando os usuários começam a assistir a um programa.

“A Netflix apóia fortemente a expressão artística”, diz a declaração. “Nós também reconhecemos que fumar é prejudicial e quando retratado positivamente na tela pode influenciar adversamente os jovens”.

O relatório de reclamação traz um número de representações do tabagismo da primeira temporada de “Stranger Things” para o segunda, por volta de 182 para 262 cenas. O documento também ressalta sobre outros programas como “Orange is the New Black” e “House of Cards”.

“Nós sabemos há algum tempo que quanto mais você vê fumo na tela, maior a probabilidade de ver jovens fumando na vida real”, disse Michael Tynan, analista de saúde pública do Departamento de Fumo e Saúde do CDC, “Há uma relação causal entre os dois”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald