Em vídeo postado há poucas horas no Youtube, o ator e comediante Felipe Neto, um dos maiores nomes brasileiros na produção de conteúdo para internet, anunciou o fim da sua produtora Parafernalha, cujo canal na plataforma de vídeos do Google arrastava uma legião de mais de 4 milhões de assinantes. Entre os filmes mais estourados estão “Novela Brasil”, sátira de “Avenida Brasil”, e “Coisas que gostaríamos de dizer”.  

Recentemente a produtora forneceu a série “A Toca” para o Netflix, a primeira produção brasileira criada com exclusividade para o famoso serviço de vídeos sob demanda. Felipe Neto veio a publico explicar a situação, já que o canal oficial do Parafernalha não postava conteúdo há algum tempo. De acordo com o ator e comediante, o problema não foi meramente financeiro, disse, mas sem entrar em muitos detalhes.

Além disso, Felipe garantiu que segue com a Paramaker, empresa na qual é presidente, a primeira rede brasileira de canais do YouTube, que é na verdade uma espécie de versão da agência americana MarkerStudio e presta serviços de consultoria para a profissionalização do segmento, incluindo é claro, a captação de recursos através de anunciantes e patrocinadores.

Faça-se justiça, Felipe Neto foi um dos primeiros “Youtubers” brasileiros capazes de capitalizar a massiva audiência da internet, principalmente através de propagandas e product placement (merchan).

Confira o vídeo que explica o fim da Parafernalha:

Por Renato Rogenski

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdGeek

+ Ver mais

Que o R2 D2 esteja com você!

por Nicole Fanti Siniscalchi

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald