No Dia Internacional de Combate às Drogas (26), a plataforma SBT do Bem surpreende ao trazer uma campanha que aborda o estrago que o uso de drogas traz para o ambiente familiar, ao surpreender o público com relatos de histórias reais. A ação conta com três instalações espalhadas pela cidade de São Paulo, que remetem a um ambiente de uma casa (uma penteadeira num quarto, por exemplo, com fotos de pessoas que sofreram com o vício das drogas). Nelas, o público poderá ouvir, por meio de um fone, relatos sobre os estragos causados pelo uso das drogas na vida de uma pessoa.

Em um primeiro momento, a narrativa leva o ouvinte a acreditar que é o próprio dependente químico que está falando, mas ao final, o autor da história revela-se ser um familiar que também sofre, direta ou indiretamente, as consequências da dependência química. A assinatura reforça a ideia: “Não deixe a droga entrar na vida de quem você ama”. A criação é da WMcCann.

“Quando o assunto são as drogas, não existem danos individuais. Adoece toda uma família. A reflexão mostra o ‘lado B’ da história, daqueles que sofrem junto e diariamente o desgaste – inclusive físico – de ver alguém amado entregue ao vício. A plataforma SBT do Bem é conhecida por se apropriar de conceitos criativos diferentes do que costumamos ver para causas sociais. Buscamos chamar a atenção para o problema, através de um novo olhar. Desta vez, abordamos o fato de que a opção de uma pessoa usar droga é individual, mas a droga de vida que toda a família passa a ter é coletiva”, declara Priscila Stoliar, head de Marketing do SBT.

Família, inclusive, é um dos pilares do SBT, que sempre aproveita a data para lançar campanhas impactantes. Para aprofundar ainda mais a discussão, além de um filme de 60” para TV e peças para social media, o SBT também coloca no ar o hotsite, para que essas histórias possam impactar ainda mais pessoas. Também serão veiculadas peças OOH com spotify code, com os depoimentos da campanha. Confira abaixo:

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald