A editora Alta Books acaba de lançar “O Fim da Idade Média e o Início da Idade Mídia”, do administrador, publicitário e empreendedor digital, Walter Longo. Para o autor, a idade média não terminou no século XV, pelo contrário, ela está chegando ao seu fim somente agora, em nossa geração. Consequentemente, por conta da Revolução Digital, estamos dando entrada na chamada “Idade Mídia”.

Para Longo, até hoje, tudo era avaliado e orientado por uma média estatística. Em qualquer área do comportamento humano, as decisões eram definidas pelo resultado médio daquele fato na população, e não individualmente. Os seres humanos sempre foram tratados como grupos ou massas, faixa etária, média de audiência, média de interesse, e não como pessoas. O grande problema disso, de acordo com o publicitário, é que criar algo para a média, na verdade, significa, criar para ninguém. É o chamado “The Myth of Average”.

Agora, estamos entrando na idade “mídia”. É daqui por diante que cada um se destaca da grande massa e se torna um agente de mídia, formador de opinião e gerador de conhecimento compartilhado. Os indivíduos passarão a usar suas visões para influenciar a sociedade, expondo seus conhecimentos únicos e particulares. É a era do individualismo nas relações pessoais, sociais e corporativas.

A Idade Mídia tem como premissa tratar desigualmente pessoas aparentemente iguais. “Nós, como pessoas e consumidores, não somos nem estamos sempre iguais. Além das individualidades, há inúmeros fatores que vão nos moldando ao longo da vida. É com o suporte de inovações como o Big Data Analytics, Inteligência Artificial e Internet das Coisas (IoT) que estamos deixando de lado a mass customization para entrar, de fato, no true individualism”, destaca Walter.

Estas novas tecnologias são as chaves que abrem as portas da “Idade Mídia” e permitem que cada pessoa seja vista de uma forma única, tendo respeitadas suas individualidades. “Cada vez mais conectados, todos somos hoje agentes de mídia com ampla capacidade de gerar e compartilhar informações, moldar opiniões e influenciar a sociedade”, explicou Longo.

O livro é destinado a todos aqueles que querem fazer parte ativa desta nova era. A obra detalha esse novo paradigma de vida, repleto de transformações e reinvenções. Daqui por diante, seremos reconhecidos pela potencialidade de nossa individualidade, por nossas características mais singulares. Nesta dinâmica social, viveremos em harmonia com a demanda de nosso tempo e os acontecimentos se sucederão de maneira oportuna, adequados às nossas necessidades.

 

Sobre o livro: Nome:
O Fim da Idade Média e o Início da Idade Mídia
Autor: Walter Longo
Categoria: Marketing
Páginas: 384
Valor: R$54,90

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald