Cazamba, empresa de tecnologia em mídia, referência em inovação no engajamento de marcas com seus consumidores por meio de anúncios digitais em formatos diferenciados, anuncia sua chegada ao mercado espanhol. A expectativa é que, nos próximos 12 meses, os clientes internacionais sejam responsáveis por 25% do faturamento total da empresa.

Com seis anos de atuação no mercado latino-americano, a agência escolheu a Espanha como destino por ser um país maduro em relação ao mercado publicitário e com investimentos relevantes no digital. Segundo dados da IAB Espanha, o país cresce anualmente 15% no segmento digital, porcentagem acima da média europeia, com investimentos na casa dos €2.1 bilhões.

“Identificamos no país uma grande oportunidade, uma vez que os espanhóis têm um consumo bastante diversificado de conteúdo, o que nos ajuda a ser mais relevante para os anunciantes locais e globais. Estudamos por mais de um ano a possibilidade e conseguimos agora entender as peculiaridades necessárias para alcançar o sucesso”, explica o líder de operações da Cazamba, Thiago Moreno Valadares.

A evolução do mercado digital na região só aumenta com o passar dos anos, principalmente pelo número potencial dos consumidores. De acordo com IAB España, o investimento em publicidade online é de 34%, ficando bem próximo da mídia televisiva que é de 37%, o que mostra oportunidades enormes para o futuro promissor do digital.

Com conteúdo diversificado sendo consumido, a agência terá mais liberdade para decidir a melhor forma de interagir com seus públicos tornando-se relevante para os anunciantes locais e globais. A Cazamba já conta com clientes no território espanhol nos setores de moda e saúde, como Fiat e Desigual, e espera iniciar o próximo ano com 20 novas contas.

“Um dos principais dados que nos chamou a atenção é que, na Espanha, o mercado investe 75% em campanhas de branding e somente 25% em performance, mostrando maturidade na comunicação estratégica. Nosso foco é tornar a Cazamba conhecida como uma agência de alto impacto, atraindo e criando uma rede de clientes de qualidade”, finaliza Moreno.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald