Desde 2016, Math Marketing, uma consultoria de Data Science Marketing que transforma qualquer estratégia em números por meio da ciência de dados, vem mudando a forma como as empresas estruturam seus negócios em diferentes áreas. Crescendo cerca de 75% ao ano, a empresa acaba de anunciar duas novidades: a expansão da operação para Portugal e a aquisição da Igni Brasil, empresa que automatiza a distribuição de conteúdos.

A Math realiza toda sua operação com apoio de três pilares: Data Driven Strategy – que traduz estratégias em modelo de dados, definindo quais informações precisam ser capturados; Business Analytics – que executa a ciência dos elementos aplicados a marketing para compreender qual o impacto de cada comunicação na jornada de compra; e o Omnichannel – que reduz o trabalho operacional das ações e garante uma conversa única, independente da mudança de canal. Com essa expansão dos negócios, poderá abrir ainda mais o leque de serviços e oferecer para empresas que estão presentes no mundo todo.

Segundo o Marcel Ghiraldini, Growth & Strategy da consultoria, tanto a aquisição da Igni, quanto a ida para Portugal, representam um passo importante para a empresa, pois eles planejam aumentar sua curva de crescimento em 50% ao ano em 2020. “Com aquisição da Igni Brasil, nós nos tornamos o maior parceiro nacional da Acoustic, companhia que comprou o  Watson da IBM. Já a expansão para Portugal irá aumentar ainda mais nosso campo de atuação, pois o Porto é conhecido como um dos principais polos de inovação e está crescendo muito”, afirma o empreendedor.

Com a aquisição da Igni Brasil, a partir de 2020, a empresa aumenta seu market share no mercado brasileiro, e ainda investirá ainda mais em estratégias de SEO baseado em ciência, com novas competências de webwriting – conjunto de técnicas e ferramentas que auxiliam na distribuição de conteúdo no ambiente digital.

O objetivo da Math é levar a ciência de dados para dentro de grandes companhias e colaborar para o crescimento consciente dos negócios. “Queremos entregar soluções inovadoras e mostrar que, por meio de uma análise de dados bem interpretados, é possível criar estratégias que deem resultados a curto e médio prazo”, destaca Ghiraldini.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald