O Nubank, lança nesta semana uma nova campanha em torno da NuConta, a conta digital da fintech. Nas peças, um ator faz ligações reais para a equipe de atendimento da empresa e dispara questionamentos absurdos sobre os diferenciais da conta digital do Nubank.

Em um dos anúncios, o ator reclama da falta de burocracia da NuConta. “Eu sinto saudade de ir ao banco. Eu gostava de pegar a senha. Daí você fica ali esperando, daí a pouco você é chamado. Parece um bingo, mas só de um número. Eu tirava até meu almoço para ir ao banco. Agora, eu nem sei o que fazer com esse tempo”, afirma o ator ao funcionário do Nubank. Veja o vídeo:

Além de redes sociais como YouTube, Instagram e Facebook, os anúncios que foram idealizados pelo Creative Lab, a agência in-house do Nubank, serão veiculados em rádios do Rio de Janeiro e Distrito Federal. Esta é a primeira vez que a startup testa esse tipo de mídia.

As cenas foram gravadas sem que a equipe de atendimento do Nubank, os Xpeers, fosse informada da real intenção da ligação. “A ideia era exatamente captar as reações dos Xpeers e mostrar por que nosso serviço de atendimento é tão elogiado pelos clientes. Hoje temos uma das mais altas taxas de satisfação do mundo. É esse atendimento humano, de igual para igual, que separa o Nubank do resto do mercado. Tratamos o cliente como uma pessoa e não como um número”, afirma Paulo Vendramini, executivo líder da área de marketing da fintech. Confira outro vídeo abaixo:

Mais de 8 milhões de pessoas já têm uma NuConta. Com ela, é possível fazer transferências gratuitamente para qualquer banco, pagar contas, boletos e fazer portabilidade do salário, além de saques e pagamentos no débito.

A conta do Nubank também oferece rendimento de 100% do CDI (maior que a poupança) a todo dinheiro depositado, sem necessidade de contratação de serviço adicional, e com liquidez diária. Para mais informações, acesse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald