O seguro obrigatório, DPVAT, obteve uma grande redução em seus valores comparada há outros anos, em 2018, por exemplo, em um automóvel particular foi pago R$ 41,40 e neste ano R$ 12,00, reduzindo 71%. Tudo isso por conta do Big Data.

A diminuição foi possível por causa de uma plataforma desenvolvida pela Neoway, especializada em negócios de dados. Com o uso do software da empresa de tecnologia, a seguradora conseguiu descobrir muitas fraudes.

Segundo, Jaime de Paula, CEO e fundador da Neoway, um exemplo de toda essa fraude está em Sergipe, onde um advogado tinha 1900 pedidos de pagamento de seguro, sendo que 500 desses processos tinha a mesma testemunha. Com o indicio sendo muito grande, o sistema abre uma auditoria.

O sistema operacional capta o nome de pessoas físicas e jurídicas que já foram condenadas por fraude, ligando um alerta sobre os processos, permitindo uma auditoria precisa.

Veja abaixo o preço dos seguros:

Automóveis particulares: de R$ 41,40 (2018) para R$ 12,00 (2019), redução de 71%;

Ciclomotores: R$ 53,24 (2018) para R$ 15,43 ( 2019), redução de 71%;

Máquinas de terraplanagem, tratores de pneus com reboques acoplados, caminhões ou veículos “pick-up”, reboques e semirreboques: de R$ 43,33 (2018) para R$ 12,56 (2019), redução de 71%;

Micro-ônibus com cobrança de frete, mas com lotação não superior a dez passageiros, e ônibus, micro-ônibus e lotações sem cobrança de frete: R$ 99,24 (2018) para R$ 20,84, redução de 79%;

Motocicletas e motonetas: R$ 180,65 (2018) para R$ 80,11, redução de 56%;

Ônibus, micro-ônibus e lotação com cobrança de frete: de R$ 160,05 (2018) para R$ 33,61, redução de 79%;

Táxis e carros de aluguel: de R$ 41,40 (2018) para R$ 12,00 (2019), redução de 71%.

Veja a nota de esclarecimento da Líder:

A respeito das informações veiculadas nos últimos dias sobre os valores do Seguro DPVAT e a associação do trabalho da Neoway nessa redução, é importante esclarecer que há um equívoco nestas afirmativas e que a definição do prêmio do Seguro é responsabilidade do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP).

Diferentemente do que foi anunciado, a medida foi tomada em virtude da eficiência administrativa, da transparência e também (e não somente) do trabalho de combate às fraudes por parte da Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT. O próprio Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) endossou isso em comunicado enviado ao mercado, no dia 13 de dezembro de 2018, no trecho a seguir: “A redução dos prêmios tarifários foi possível devido ao montante de recursos acumulado em reservas técnicas superior às necessidade atuariais do Seguro DPVAT. Tal excesso é consequência das ações de combate à fraude que levaram à uma redução significativa dos sinistros somado à rentabilidade dos recursos acumulados (…) Além disso, foram feitos ajustes de governança com o objetivo de consolidar práticas na melhoria de gestão da Seguradora Líder que levaram ao aumento da conformidade nos pagamentos de indenizações e, consequentemente, à redução dos gastos do Seguro Obrigatório DPVAT”.

A Neoway, reiterando seu compromisso com a clareza de informações, pede desculpas pelo mal-entendido que possa ter causado e permanece à disposição para esclarecimentos adicionais.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald