Disney+

Agora no Brasil, Disney+ apavora concorrentes com retirada de títulos

Avatar

O novo serviço de streaming já balançou o brasileiro nas redes sociais e a notícia que corre nos últimos dias é que, é isso mesmo, a Walt Disney Company lance seu serviço de streaming para esquentar ainda mais a concorrência e colocar em prova a fidelidade do brasileiro e de todo o mundo em relação a gigante Netflix. Desde seu início, em novembro de 2019, a ideia era que o Disney+ fosse lançado gradativamente e ao redor do mundo e, e em seus planos, o Brasil receberia o serviço um ano após o seu lançamento nos Estados Unidos. 

Em poucos dias para o lançamento do novo VoD na América Latina e Caribe, nasce uma grande dúvida é: qual é o melhor serviço de streaming? A resposta certa talvez não exista, as discussões podem até rolar, mas com certeza com muita imparcialidade. O que podemos afirmar, sem sombra de dúvidas, é que o Disney+ vem conquistando cada vez mais assinantes, mas ainda não chega a incomodar as duas maiores plataformas de conteúdo: a comandante Netflix lidera o ranking com cerca de 185 milhões de assinantes e logo atrás o Prime Video, da Amazon, já conta com mais de 150 milhões de usuários. 

A Walt Disney Company já tem algumas cartas na manga para tentar entrar com tudo nesta corrida para conquistar a coroa de rei do conteúdo sob demanda. A primeira delas será seu preço. Convertendo diretamente para o real, e com base nos planos disponíveis nos Estados Unidos, a assinatura aqui no Brasil terá um custo aproximado a R$30, por mês. Os americanos, por exemplo, tem planos disponíveis a partir de US$ 7 mensais, ou o plano anual que custa US$ 70 – aproximadamente, R$ 290. 

Outro caminho é a presença de grandes títulos em seu catálogo, em sua estreia a companhia já anunciava mais de 600 títulos. Também na época de lançamento no exterior, alguns conteúdos típicos do Disney+ foram disponibilizados e distribuídos em outras plataformas, para dar um gostinho aos fãs de conteúdo sobre o que estaria por vir. ‘O Rei Leão’, ‘Toy Story 4’, ‘The Walking Dead’, ‘Capitã Marvel’ e ‘How I Meet Your Mother’, antigo clássico da Netflix, são alguns dos títulos que estão disponíveis no Video Prime e, com a chegada no Brasil, serão transferidos ao Disney Plus. 

Além desses, conteúdos exclusivos do universo Marvel, como ‘Loki’, WandaVision e Falcão e Soldado Invernal’, os clássicos da Disney e Pixar, como A Bela e a Fera, A Bela Adormecida e Branca de Neve e os Sete Anões, ou Up! Altas Aventuras e Wall-E já estão confirmados no catálogo. Para os fanáticos pelo mundo geek, não há pânico! Toda a saga de Star Wars também estará disponível para longas maratonas. E os lançamentos e novos investimentos são o carro-chefe da Disney+. Por mais que a Netflix tenha se destacado em produções próprias, será uma difícil missão competir com as versões live-action dos filmes da Disney. A Dama e o Vagabundo, Mulan, Cruella são as futuras apostas e já estão garantidas no streaming – já que os cinemas estão com suas portas fechadas – e as versões que já fizeram sucesso, como Rei Leão, Aladdin e Dumbo já estão marcando presença. 

Será uma grande batalha de atenção entre as grandes empresas de streaming, cartas na manga não faltarão e investimentos milionários virão, afinal ninguém quer ficar para trás. O que nos resta é testar, aproveitar e esperar os próximos passos dos concorrentes, até porque em todo esse entrave, quem ganha é o público que anseia pelo bom conteúdo! 

Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
Snoop Dogg Corona

Snoop Dogg estrela primeiro comercial de Corona

Próximo post
branding e performance

LIVEADS | Branding e performance para anunciantes

Posts Relacionados

Por favor, desabilitar Adblock para visualizar conteúdo do site.