Andrew Garfield está incrível no novo filme da Netflix

O filme é a biografia do compositor Jonathan Larson e chegou hoje (19) na Netflix.

Sou grande fã de musicais. Isso todo mundo que acompanha o Blog já sabe, rsrs. Adoro assistir adaptações exibidas no cinema e no streaming/ TV. E claro, no teatro. Tive oportunidades de ver os grandes no palco, como Glenn Close e Bernadette Peters. E seja em São Paulo, Nova York, Londres, Las Vegas, sempre tento achar a oportunidade de ver um. Mas, por incrível que pareça, nunca assisti Rent, que revolucionou o gênero. O autor de Rent é Jonathan Larson. A história dele virou um drama biográfico, logicamente musical, dirigido por Lin- Manuel Miranda (Hamilton) . Tick Tick … Boom, com Andrew Garfield, estreia nessa sexta na Netflix. E eu amei!

O filme é ambientado na década de 1990. Jonathan é um jovem compositor teatral que trabalha como garçom em um restaurante de Nova York. Ele faz isso enquanto tenta criar um grande musical. Dias antes de apresentar um projeto, Jon vive um momento de pura pressão. Ele precisa lidar com a namorada Susan, que sonha com uma outra oportunidade fora de Nova York. E também com o amigo Michael, que abandonou os sonhos para buscar a estabilidade financeira. E ainda a situação da comunidade de artistas assolada pela epidemia de AIDS, que fez com que ele perdesse grandes amigos. Correndo contra o relógio, Jon enfrenta o grande dilema da vida: o que devemos fazer com o tempo que temos?

O que achei de Tick Tick Boom?

Se você é um fã do teatro musical, não pode perder Tick Tick, Boom. Ele mostra os bastidores, os sentimentos, as músicas. Todos os momentos que antecedem aquele momento que leva ao grande sucesso.  Eu não conhecia a história de Jonathan Larson. O filme tem como espinha dorsal uma criação que acabou nunca acontecendo. Um show autobiográfico que ele deixou pronto, e que nunca foi para frente devido à sua morte prematura. Tick Tick Boom foi concebido como um show de uma homem só. Depois o conceito foi ampliado para três pessoas. O filme, que é a estreia de Lin-Manuel Miranda como diretor de cinema, amplia ainda mais a história.

O filme traz Andrew Garfield em estado de graça. Para mim, é a atuação masculina mais estupenda do ano até agora. Um entrega completa. O filme ainda traz outros momentos brilhante que vão emocionar todos os fãs do teatro musical. A sequência da canção Sunday foi a primeira que me emocionou, com a presença de tantos grandes nomes da Broadway. Dá vontade de levantar da cadeira e aplaudir. O final também é impossível ficar indiferente. Entre outras grandes interpretações, estão Alexandra Shipp, como a namorada, Robin de Jesus (Os rapazes da Banda) como o melhor amigo se sobressaem devido ao tamanho de suas participações. Mas não são só eles. Vanessa Hudgens, sempre maravilhosa, Bradley Whitford, como Stephen Sondheim, também arrasam. 

Essa estreia de Lin-Manuel Miranda na direção de cinema provavelmente não vai agradar todo mundo. Aqueles que são contra musicais provavelmente vão odiar. Mas todos aqueles que tem a mente aberta, provavelmente vão amar e se emocionar. Eu amei!

Eliane Munhoz

Para saber mais sobre filmes e séries, acesse blogdehollywood.com.br

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
Imagem Divulgação - Google Maps

Google Maps irá ajudar em compras de fim de ano

Próximo post

“O digital veio pra nos provocar em como melhorar”, afirma Gutho Barreto, da TV Ponta Negra |Adtalks

Posts Relacionados