As três grandes tendências de criação de conteúdo

As três grandes tendências de criação de conteúdo

Desde sempre se fala em content creation, mas apenas recentemente o conteúdo se tornou um dos protagonistas na estratégia de marketing das empresas, uma vez que as pessoas estão mais impacientes para interrupções com publicidade. 

No início, só usávamos o Facebook e o Orkut (quem lembra? Eu não lembro me contaram rs) para nos conectarmos digitalmente com pessoas que já faziam parte da nossa vida offline. Pouco a pouco, alguns usuários dessas plataformas quiseram compartilhar suas paixões, hacks e ideias com o mundo. O Youtube foi a chave desse processo. Os criadores de conteúdo, por compartilharem os mesmos gostos, valores e ideais com sua audiência, criavam com ela aquele senso de comunidade. Progressivamente outras redes sociais foram surgindo e essas plataformas foram amadurecendo, o que deu a oportunidade para novos formatos de conteúdo. 

E, foi dessas plataformas que saíram o que nós chamamos de creators, essas pessoas que começaram a se destacar, chamar a atenção e ganhar uma audiência relevante por conta do conteúdo que postavam nas redes. Assim, o mercado publicitário viu uma oportunidade. Consequentemente, observou-se uma profissionalização do setor. Hoje em dia, os criadores de conteúdo e influenciadores têm estrutura e conhecimento para trabalhar com agências e marcas como a Tastemade, chegando até mesmo a integrar grandes empresas como o Porta dos Fundos, que faz parte da Viacom. 

Bacana Bruno, muito legal essa viagem no tempo… mas como fica tudo isso em 2022?” Calma, a gente chega lá. Antes de tudo, quero que você tenha uma coisa em mente para todos os anos daqui para frente: seja rápido, espontâneo, entre na conversa. Hoje, a velocidade da informação é tão alta que o desafio é responder primeiro sobre o que está acontecendo, e é só entrando na conversa que você passa a se tornar relevante para as pessoas. Se demorar muito, já é old news. Mas falando especificamente de 2022, temos algumas tendências que já deram o ar da graça. Mas fique antenado, pois até dezembro, muita coisa pode mudar. 

Neste ano, o short format vem com ainda mais força, uma vez que o consumo de TikTok e Reels, no Instagram, aumentou consideravelmente em 2020 e 2021. Não é à toa que o Youtube, por exemplo, lançou o recurso Shorts em sua plataforma. Esse formato é o que vem trazendo mais engajamento nas redes. 

Ainda que os conteúdos mais longos tenham perdido um pouco em performance nas redes sociais, o long format vem com tudo em 2022 em nossas TVs. As marcas estão participando mais da criação de programas junto com grandes produtoras, como a Endemol. Com o crescimento dos canais nas TVs conectadas, temos um outro lugar onde podemos inserir conteúdo de marca na programação com mais facilidade. 

Outro ponto, é que com o fim dos cookies, anunciado pelo Google, as empresas vão investir cada vez mais em conteúdo de marca. Então, o trabalho com influenciadores e co-branded contents protagonizarão ainda mais as estratégias de marketing. 

Tenha essas trends em mente, mas nunca se esqueça de olhar para a sua audiência: observe em qual plataforma ela está mais presente, com qual conteúdo ela engaja mais, veja o que ela pede e pense em algo que possa fazer para ajudá-la que ninguém mais esteja fazendo. 

Post anterior
One More tem novo aporte e Sabrina Sato como nova sócia

One More tem novo aporte e Sabrina Sato como nova sócia

Próximo post

Com queda de audiência, Ratinho aposta em fórmulas de outras emissoras

Posts Relacionados