Brasileiros irão gastar US$ 2 bilhões em jogos online em 2011

Jogos online e em celulares lideram preferência dos usuários com 68% do tempo e 51% dos gastos

Os resultados da segunda etapa da pesquisa sobre o mercado de jogos online realizada pela Newzoo e pela Real Games mostra que, em 2011, os  brasileiros irão gastar US$ 2 bilhões em jogos online.

O estudo comprova que a difusão dos jogos nas redes sociais, em dispositivos móveis e de MMO (jogadores múltiplos), somada ao incentivo dos jogos gratuitos, está acelerando o volume de gastos dos usuários brasileiros com jogos. Nesse cenário, o Brasil se transformou em um mercado estratégico para este setor, comparável, em tamanho, aos países europeus.

“Os resultados da segunda etapa da pesquisa reiteram o grande potencial do mercado brasileiro neste setor, ampliando as possibilidades de negócios para empresas e anunciantes”, observa Ronaldo Bastos, diretor executivo de América Latina da Atrativa – Real Games, ao destacar que os jogos passam a ter um papel fundamental para a promoção dos produtos e das marcas.
 
A maior parte dos gastos previstos de US$ 2 bilhões é realizada online ou através dos telefones celulares. Os jogos no Facebook e no Orkut respondem por 11% das compras dos usuários, enquanto os sites dedicados a jogos casuais ficam com 15%, em comparação aos 16% gastos em jogos MMO, o que totaliza US$ 320 milhões. Os telefones celulares representam 9% dos gastos com jogos, o equivalente a US$ 180 milhões.

Os vídeogames e os jogos de computador para PC e Mac somam consideráveis 34% dos gastos do mercado, sendo que uma grande parte desse dinheiro vai para o comércio de segunda mão e de cópias ilegais. Hoje, três quartos dos compradores de jogos de vídeogame e computador adquirem jogos dessa maneira, totalizando US$ 48 milhões.

A pesquisa também mostra que os brasileiros gastam dinheiro – cerca de US$ 300 milhões – baixando jogos pela Internet, o equivalente a compra de jogos para PC e Mac na caixa. Dos 23 milhões de brasileiros que baixam jogos para PC ou Mac, 64% utilizam software de compartilhamento de arquivos para obter jogos gratuitamente, sendo que 21% costumam usar esse método pelo menos uma vez por semana. Uma tendência parecida para jogos de console.

Dos US$ 380 milhões gastos em jogos para console, uma porcentagem de 13%, ou seja, US$ 49 milhões, são gastos em jogos e conteúdo adicional que podem ser baixados diretamente no console. Deste total, aproximadamente US$ 61 milhões são gastos em produtos usados que vêm em embalagem física e também em cópias piratas, deixando US$ 270 milhões para produtos em embalagem física novos, comprados online, no varejo ou no exterior.

“O Brasil, de certa forma, está à frente dos países ocidentais no que diz respeito à popularidade de novas plataformas de jogos e novos modelos de negócios”, comenta Peter Warman, CEO e co-fundador da Newzoo, ao destacar que, mesmo com o atual crescimento econômico, um gasto superior a US$ 50 por jogo é bastante expressivo para os brasileiros.

“Gastar pequenas quantidades de dinheiro em jogos que já experimentaram gratuitamente parece ser exatamente o que o mercado precisava para alcançar o seu potencial máximo de crescimento. Deveríamos pensar duas vezes antes de chamar o Brasil de um mercado de jogos emergente”, finaliza Warman.

A pesquisa também revelou que o brasileiro joga em todas as plataformas de jogos, alcançando uma média de 4,6 jogadores por plataforma. Sendo que 27% dos jogadores utilizam as sete plataformas – sites de jogos casuais, redes sociais, dispositivos móveis, MMO, PC/Mac para download, PC/Mac embalagem e console.

Outro dado muito relevante é que 38% do tempo de jogo é gasto em jogos casuais ou de redes sociais. Entre as redes sociais, o Orkut se mostrou uma plataforma bem popular no País: das 5,5 milhões de pessoas que jogam em redes sociais utilizam o canal.

Sobre a primeira pesquisa nacional de jogos no Brasil

Pela primeira vez os especialistas em pesquisas de mercado da Newzoo conduziram a Pesquisa Nacional sobre Jogos no Brasil em 2011, que traz informações detalhadas sobre o comportamento, as preferências e os gastos do mercado de jogos da população ativa na Internet.

Um dos resultados mais significativos da pesquisa foi que o Brasil conta com 35 milhões de usuários de jogos digitais – o equivalente a 76% da população ativa na Internet de 10 a 65 anos, que é de 46 milhões de pessoas. Desses 35 milhões, 47% gasta dinheiro com jogos, uma proporção comparável aos países ocidentais.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior

ZTE e Vivo apresentam smartphone Skate

Próximo post

Mercado Livre é a 4ª que mais cresce no setor, diz Fortune

Posts Relacionados