Brewz estreia no Brasil para trazer tendência 'cold brew' no café

Brewz estreia no Brasil para trazer tendência ‘cold brew’ no café

Primeira marca brasileira na produção de Cold Brew chega ao varejo

Presente nos Estados Unidos e países da Europa, o Cold Brew é resultado da infusão dos grãos de café em água fria por horas. Por ser uma bebida de consumo gelado promete modificar nossa relação com o café. A Brewz chega ao varejo pelos sócios Gustavo Palombini, Leonardo Aquino, Alice Meirelles e Rui Silva, em duas versões: original e baunilha, com preço em torno de 10 reais por embalagem de 250 ml. O produto chega ao mercado na prática embalagem Tetra Pak de 250ml, com tampa abre e fecha.

Brewz estreia no Brasil para trazer tendência 'cold brew' no café

Foram mais de dois anos de trabalho, testes e degustações entre a idealização do produto. Para chegar na receita da Brewz, o barista Sharlie Oliveira se juntou à equipe. Com 10 anos de experiência no mundo do café, teve seu primeiro contato com o Cold Brew morando na Alemanha, mas foi trabalhando no Kuwait, com suas altas temperaturas, que adquiriu expertise neste processo único de extração, além da paixão por essa versão refrescante de café.

Após muita procura, o café escolhido pelos sócios para a criação da Brewz foi da variedade Catucaí Amarelo, proveniente do Campo das Vertentes – região próxima ao Sul de Minas Gerais. A preocupação no uso de grãos selecionados e de qualidade é refletida no produto, que chega em dois sabores; Original – amargo na medida certa, pensando em quem gosta de café puro; e Baunilha – equilíbrio do café com a baunilha em uma versão mais doce.

O produto não deve ser confundido com um simples café gelado, que é extraído com água quente e posteriormente resfriado. Por ser extraído com água fria em um processo lento, com a torra e moagem específicas, o Cold Brew é uma bebida leve, refrescante e aromatizada, além de 70% menos ácida que o café tradicional.

“Temos o costume de beber café quente mesmo morando em um país tropical com temperaturas que chegam a 50 graus. Segundo a ABIC (Associação Brasileira de Indústria de Café), 95% da população brasileira bebe café. Pretendemos introduzir uma nova forma de consumo dentro deste mercado enorme. Por esse e muitos outros motivos o consumo de Cold Brew, que já é sucesso lá fora, tem tudo para pegar no Brasil”, explica Gustavo Palombini, sócio da Brewz, que em 2017 criou a primeira bebida de saquê gaseificada com frutas naturais, a Gàz Sake.

Com a proposta de ser uma fonte de energia natural de baixa kcal, sem glúten e vegana, a versatilidade é um dos grandes atrativos. Uma bebida adequada para qualquer hora do dia, seja pela manhã, antes da prática de esportes, na praia ou no trabalho.

“A missão da marca é tornar o Cold Brew, antes encontrado apenas em cafeterias especializadas, mais acessível, além de descomplicar a rotina dos consumidores sendo uma bebida pronta para beber. Com a identidade jovem e descolada, a Brewz chegou para mostrar que o universo do café vai muito além da xícara.”, explica Alice Meirelles.

Mesmo sendo um projeto de produção em larga escala, a brewz não abriu mão de ser um produto natural, sem conservantes ou qualquer estabilizante (apenas café e água). Para alcançar esse objetivo, durante a pesquisa e desenvolvimento chegaram nas soluções tecnológicas da Tetra Pak.

A escolha da embalagem cartonada, além de viabilizar a validade de 1 ano sem conservantes em temperatura ambiente, reforça um dos pilares da marca: a sustentabilidade. O papel representa 70% da embalagem Tetra Pak, além de serem 100% recicláveis. Certificadas pelo selo FSC, são produzidas a partir de matérias-primas renováveis, com apoio ao manejo florestal responsável no mundo.

“Analisando o ciclo das embalagens, nosso maior desafio está no descarte. Mesmo sendo 100% recicláveis as taxas de reciclagem no Brasil ainda são baixas. Pensando nisso, além de fomentar o descarte correto com comunicação e ações educativas, estamos investindo na logística reversa, ” finaliza o sócio e gestor ambiental Leonardo Aquino.

A Brewz chega com as embalagens certificadas pelo selo eureciclo, que  garante que a marca investe no desenvolvimento da cadeia de reciclagem, através da compensação ambiental de 100% das embalagens produzidas. Projetos na área ambiental estão sendo elaborados e serão apresentados com o crescimento da Brewz.

Quer saber mais? Não deixe de seguir o ADNEWS nas redes sociais e fique por dentro de tudo!

Post anterior
Uma linha de roupas para a prática esportiva focada na diversidade das mulheres latino-americanas. Em nova campanha da adidas em parceria com a Ogilvy Brasil, a marca das três listras lança o projeto Veste as Brabas, iniciativa que celebra a autenticidade e a essência da mulher latina. Para a construção da narrativa da campanha, a Ogilvy teve como inspiração a canção "Liberdade" da rapper, influenciadora, preta e feminista Drik Barbosa. O clipe da artista é um manifesto sobre a liberdade feminina, ressaltando uma forma de existência sem barreiras. "Liberdade feminina pra mim é não existir barreiras, sendo eu mulher e preta. Não existir barreiras no dia a dia , não existir barreira no trabalho, não existir barreira na arte que é o que eu faço, não existir barreiras para as meninas que estão entendendo quem elas são, que estão entendendo os seus corpos, nós somos donas de nós. Liberdade feminina é ser, ser mulher, ser ativa, e ser parte da sociedade”, comenta Drik. “As mulheres latinas são reconhecidas por sua determinação e busca pela expressão de forma livre. As peças da coleção Veste as Brabas refletem esse espírito da liberdade do corpo feminino, com roupas que permitem maior conforto e flexibilidade para a prática esportiva, seja qual for a modalidade ou uso no dia a dia”, comenta Daniela Valsani, diretora sênior Comercial da adidas Brasil. A campanha “Veste as Brabas” teve início nas redes sociais da @adidasbrasil e parceiras da marca a partir desta segunda-feira, 9 de maio, e como estratégia de divulgação, semanalmente, um filme de uma Braba será lançado nas redes. Todo esse projeto contou com produção majoritariamente feminina. Protagonizam os filmes Drik Barbosa, rapper, mulher preta e ativista, Ester Dias, atriz, esportista e mulher preta, Alexandra Gurgel ativista, jornalista, influenciadora e responsável pelo "Movimento Corpo Livre" e Eloyza, mulher preta, skatista e corredora. Além desse time, Veste as Brabas também conta com a diretora Liv Stacciarini; a fotógrafa Tauana Sofia; e a artista e mulher trans Joanna Schmidt, que assina as colagens. “Essa coleção veio para fazer história no mercado esportivo feminino. Depositamos muito empenho e fizemos questão de que todas as pessoas envolvidas no processo fossem prioritariamente mulheres, que assim como nós, trabalharam para inspirar e abrir espaço para que outras brabas possam se sentir representadas e orgulhosas dos seus corpos. Não precisamos nos encaixar em padrões, todo corpo é livre e merece amor e respeito”, destaca a dupla criativa da Ogilvy Brasil, Nayla Alana (Diretora de Arte Sênior) e Roberta Magalhães (Redatora). A coleção Veste As Brabas já está disponível nos sites e lojas da adidas Brasil, nas Lojas Amaro e também no e-commerce da marca e nas suas plataformas digitais. A campanha e a coleção serão estendidas para outros países da América Latina ao longo de 2022.

Adidas lança campanha focada na diversidade de mulheres latinas

Próximo post
Ed Sheeran lança música com rapper carioca Chefin

Ed Sheeran lança música com rapper carioca Chefin

Posts Relacionados