Facilmente, as imagens abaixo poderiam estampar páginas internas da "Vogue" ou de qualquer outra revista de moda. Mas a impressão de estar olhando para um anúncio de artigos de luxo acaba no momento em que se analisa os modelos, figuras pobres e desnutridas de tribos quenianas.

O choque é inevitável. O encontro de duas realidades tão diferentes tem como objetivo mostrar aos consumidores que o dinheiro gasto com itens supérfluos podem ter um impacto imensurável em sociedades de áreas de desastres.

Registradas em 2007 pela fotógrafa e publicitária, Calle Stoltz, em parceria com o grupo criativo, Saatchi & Saatchi, as imagens viraram campanha. "Pequena mudança, grande diferença", foi veiculada na mídia imprensa e agora começa a ser compartilhada nas redes sociais. As peças foram criadas para o Projeto Samburu, ONG que fornece água potável para as tribos de Samburu, no Quênia .

O grupo espera que a campanha inspire doadores e faça com que os consumidores reavaliem o valor do dinheiro que gastam, afinal, os 32 € de uma bolsa que talvez você nem precise podem ser extremamente valiosos a alguém que você nem mesmo conhece.

Redação Adnews