Discovery troca Liv por canal de suspense

Rede estreia o Investigação Discovery

A Discovery Networks anunciou que a partir do dia 9 de julho, o Liv muda de nome e identidade visual para tornar-se o Investigação Discovery – canal de entretenimento com foco em suspense, crime e investigação. Séries de ficção, histórias reais e filmes compõem a programação que continua, portanto, com foco em entretenimento.

Entre as séries que permanecem no canal estão as policiais Hawaii Five-O e Blue Bloods, protagonizada por Tom Selleck, Donnie Wahlberg e Bridget Moynahan. Também continuam na grade séries como Dexter, com Michael C. Hall no papel principal, e Prison Break, protagonizada por Dominic Purcell e Wentworth Miller.

“Sabemos que esta temática tem grande audiência no mundo todo e temos certeza de que será um sucesso entre os telespectadores e nossos parceiros”, destaca Enrique Martínez, presidente e diretor-geral da Discovery Networks na América Latina.

Serão incorporadas à programação histórias reais que têm o suspense como elemento principal, contadas por especialistas, testemunhas e familiares e revividas com a ajuda de reconstituições cênicas. Entre os programas do gênero estão: Amor Assassino, que já é exibido atualmente, Pecados Mortais, Suspeitos Insólitos, Dementes, Mentes Criminosas, A Sangue Frio e O Perigo Vive ao Lado, entre outros.

O canal também continuará exibindo filmes diariamente, entre eles: Donnie Brasco (Al Pacino e Johnny Depp), A Intérprete (Nicole Kidman e Sean Penn), O Crime do Padre Amaro (Gael García Bernal), Cabo do Medo (Robert De Niro, Nick Nolte e Jessica Lange), O Plano Perfeito (Denzel Washington e Jodie Foster), entre outros.

Nos Estados Unidos, o Investigation Discovery é atualmente o canal de TV por assinatura de maior crescimento. A distribuição global é feita a mais de 100 países, incluindo Europa, África e Oriente Médio.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior

"Carrossel" custará R$ 40 milhões ao SBT

Próximo post

Receita digital não segura queda do impresso nos EUA

Posts Relacionados

Por favor, desabilitar Adblock para visualizar conteúdo do site.