Druid Felipe Felix

Druid apresenta Diretor de Games e Entretenimento

Felipe Felix chega à Druid após criar e gerenciar a área de negócios em esportes eletrônicos da ESPN, onde permaneceu por seis anos

A Druid, agência do segmento Business to Gamer (B2G) e que traz como mindset conectar marcas e gamers de maneira significativa, anuncia a contratação de Felipe Felix. O profissional chega para atuar como Diretor de Games e Entretenimento somando a operação da Druid o seu conhecimento em negócios desta indústria e para colaborar com o desenvolvimento de estratégias mais robustas e aumentar a capacidade de realização de novas ideias.

“Estou muito empolgado em fazer parte do time da Druid! Minha jornada com a agência será focada em desbravar novos caminhos de excelência estratégica para que marcas e players do segmento invistam não só em games como plataforma de comunicação e negócio, mas também em seus desdobramentos sociais e comportamentais no entretenimento” comenta Felipe Felix, o novo Diretor de Games e Entretenimento da Druid.

Foto: Divulgação/Druid

“É preciso instituir conexões de entrada para novas marcas e públicos na indústria gamer, e elevar o nível das ações para estabelecer um novo patamar de excelência global em entretenimento e games” aponta Cláudio Lima, CEO da Druid. “Por isso, estamos confiantes e certos de que com toda a sua experiência, Felix é o melhor profissional para nos ajudar a colocar trabalhos na rua com simplicidade, agilidade e engajamento, nos levando ao alcance dos melhores resultados para os nossos clientes, seja os endêmicos ou não-endêmicos, ” afirma Cláudio.

Felix trabalhou os últimos seis anos como gerente de produtos da ESPN, onde criou e gerenciou a vertical de negócios em esportes eletrônicos da empresa e atuando, ainda, como consultor interno de games para o grupo Disney. Sua carreira profissional também inclui passagens pela área de projetos da Escala, além de ter sido executivo de negócios na Naked Brasil, somando experiência em atendimento de grandes marcas como Google, 3M, Johnson&Johnson, Warner Games e Costa do Sauipe.

“Para manter o fluxo nesses novos caminhos, nossa entrega será baseada em uma estratégia de games e entretenimento que vai além do conjunto de rotinas e padrões de API, seguindo a própria linguagem de programação das relações das marcas com seus públicos em um contexto regido por novas dinâmicas”, complementa Felix.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
Descomplicando o Mundo dos Dados: entrevista com Marcelo Pugliesi, da Hi Platform

Descomplicando o Mundo dos Dados: entrevista com Marcelo Pugliesi, da Hi Platform

Próximo post
skol projota no limite

“No Limite”: ação da Skol desafia Projota a comer lasanha

Posts Relacionados