Nesta terça-feira, (09), o presidente Jair Bolsonaro sancionou o texto que altera a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e cria a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD). A aprovação era considera urgente pelo mercado, para que as empresas se adaptassem à lei.

A imposição atualiza a definição de direitos em relação a dados pessoais, estabelecendo diferenças entre empresas públicas e privadas. Além de retirar pedido de revisão de dados por usuário, ou seja, caso haja um pedido de exclusão das informações na rede, um sistema poderá analisar a solicitação.

Segundo especialistas, o veto prioriza a economia e enfraquece atribuições na fiscalização da ANPD. O prazo para o mercado se adaptar as novas diretrizes é até agosto de 2020.

Confira nosso artigo sobre LGPD.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald