Uma pesquisa realizada pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC) revelou que pelo menos 87 mil mulheres foram assassinadas em 2017 e cerca de 58% delas eram vítimas de companheiros ou membros da família. Em um mundo contaminado pela desigualdade de gênero, a mulher, além de pagar o preço, muitas vezes vira motivo de chacota, como aconteceu no Kau Hamburgueria, localizada em Salto.

 

A lanchonete decidiu criar um prato que levava o nome de “Maria da Penha” e o “principal ingrediente” era o repolho roxo, escrito no cardápio de forma diferenciada e em letras na cor púrpura. O estabelecimento publicou um pedido de desculpas, mas foi retirado do ar. Confira o cardápio abaixo:

 

A internet não deixou barato e diversas pessoas foram até a página da lanchonete no Facebook para defender os direitos das mulheres. Confira:

Deixe seu Comentário

Leia Também

Especial Google

+ Ver mais

Quer falar com mulheres? Olhe para os dados, não para os estereótipos

por Artigo de Kate Stanford, diretora global de marketing e publicidade no Youtube

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald