Voopter, aplicativo brasileiro especializado na comparação de preços de passagens aéreas, realizou um levantamento e identificou que o acesso mobile cresceu em 130% nos últimos 18 meses e ultrapassou o acesso através de desktop. Em 2018, smartphones e tablets representaram para Voopter cerca de 73% de todo o tráfego.

Segundo o relatório da GSMA, o Brasil é o país com mais smartphones conectados da América Latina. Até o fim de 2017 foram contabilizadas 234 milhões de conexões e a tendência é esse número continuar a crescer em média 50% ao ano. A Fundação Getúlio Vargas (FGV), estima que no Brasil há mais de 220 milhões de aparelhos celulares, ou seja, mais smartphones do que pessoas. Esses dispositivos móveis vêm ganhando participação como canal de compra, já representando 32% das transações realizadas pela internet. Segundo a pesquisa global Pew Research Center, atualmente 60% dos adultos no país já possuem um smartphone.

No Voopter, em 2019, cerca de 70,4% do acesso já está sendo feito via smartphones, enquanto 2,3% é realizado através do tablet e 27,3% pelo desktop. “Esses números corroboram com o cenário que se intensificou nos últimos anos. É um reflexo do comportamento do usuário e dos avanços da tecnologia mobile. O celular já passou a ser principal forma de acesso para a maioria das pessoas ao redor do mundo e para os brasileiros isso já é uma realidade”, analisa Juliana Vital, diretora-geral do Voopter.

Para atender o aumento da demanda de acessos por smartphones e tablets, a porta-voz diz que a plataforma está ainda mais focada em soluções e estratégias de distribuição de conteúdo que permitam maior conversão e visibilidade no mobile. “Hoje nossa estratégia já é Mobile First e para 2019 vamos intensificar ainda mais esse trabalho. Temos como parte da nossa visão o usuário no centro do negócio. A partir do momento em que ele adota fortemente o mobile, devemos acompanhar”, completa Vital.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald