A Folha de São Paulo trocou nesta segunda-feira, (18), seu comando editorial em meio a uma disputa entre os irmãos da família Frias, reforçando a incerteza sobre o futuro de um dos jornais mais conhecidos do Brasil.

Maria Cristina Frias, que estava no cargo do falecido irmão, Otávio Frias Filho, como diretora de redação, foi destituída do posto por seu irmão mais novo, Luiz Frias. O jornalista Sérgio Dávila que estava há nove anos no cargo de Secretário de Redação e tem 25 de jornal, assumiu o posto.

A disputa, que põe em risco a sobrevivência do jornal e deve chegar à Justiça, envolve uma tentativa de reestruturação societária do Grupo Folha e a distribuição de dividendos dos negócios lucrativos da família.

Confira a nota de Luiz Frias aos funcionários do grupo:

“Caro profissional,

Acionistas da empresa que edita o jornal Folha de S.Paulo decidiram por maioria nesta segunda-feira, 18 de março, pela nomeação do jornalista Sérgio Dávila para exercer a função de diretor de Redação.

“Há 25 anos no jornal, Dávila ocupava o cargo de editor-executivo havia 9 anos, por escolha de Otavio Frias Filho, com quem conviveu diariamente por 14 anos e de quem recebeu a missão de zelar pelos preceitos do Projeto Folha: prática de jornalismo independente, crítico e apartidário, assegurada por uma empresa com saúde financeira.

Dávila sucede a Maria Cristina Frias, acionista que foi titular durante seis meses.

Luiz Frias, presidente do Grupo Folha / Empresa Folha da Manhã S.A.”

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald