A transformação digital é realidade há alguns anos. A pandemia de covid-19, além de reforçá-la, mostrou como é importante as empresas estarem presentes no universo online. Para fornecedores, essa afirmação é ainda mais relevante, uma vez que o ambiente virtual aumenta a exposição de marca, produtos e serviços.

Posicionar-se corretamente na internet é uma tarefa complexa, que exige facilitadores para que o processo seja mais rápido e assertivo. Entre as soluções existentes, está o marketplace – que além de evitar o trabalho e investimento de criar sua própria loja online, facilita o gerenciamento de oportunidades e cotações ao apresentar pedidos, históricos de negócios e análises de desempenho em uma única ferramenta.

Os e-marketplaces já estão consolidados na internet. Esse modelo de negócio abriu um leque de oportunidades para todos os segmentos e portes de empresas. A ideia por trás do conceito é ajudar as companhias a se exibirem e aumentarem suas vendas. Para os fornecedores, fazer parte de um e-marketplace significa aumentar a exposição de seus produtos e serviços para milhares de potenciais compradores. Isso possibilita que a empresa amplie suas vendas com baixo investimento e menor esforço.

Para aumentar as chances de fechar negócios, é importante manter os dados de cadastro atualizados no ambiente on-line, com informações como localidade, área de atuação e lista de produtos. Deste jeito, as buscas se tornam mais assertivas, o que aumenta as chances de um comprador encontrar a empresa.

Além da busca ativa dos compradores, as soluções de e-marketplace fornecem recomendações, sugestões e oportunidades de negócios, tudo baseado nos indicadores transacionais históricos dos fornecedores e na qualidade de registro. Este, talvez, seja o meio mais rápido e barato para gerar leads e aumentar a receita com novos clientes.

Investir em tecnologias é outro passo fundamental. Ferramentas em modelos SaaS (software as a service), por exemplo, permitem que os registros de entrada e saída de produtos, novos negócios, cotações e históricos estejam disponíveis na nuvem – o que facilita o acesso dos colaboradores a essas informações de qualquer hora e lugar.

Outra tecnologia que pode funcionar como aliada no protagonismo on-line é a inteligência artificial – que auxilia na análise de dados dos clientes (internos e do mercado), otimizando a tomada de decisões. Nesse mesmo caminho, soluções IoT (internet das coisas) facilitam a análise preditiva, e permitem a previsão de demandas e a criação de soluções de forma rápida e eficiente.

Em linhas gerais, é preciso se manter atualizado no que há de mais inovador do mercado! Há centenas de empresas que já ocupam seu lugar ao sol no ambiente digital. Com essa perspectiva, acompanhar o que há de novo, e entender a melhor forma de aplicar ao seu negócio, pode garantir maior visibilidade e mais oportunidades de vendas.

*Fabrizio Tassitano é Diretor de Produtos e Marketing do Mercado Eletrônico