Opiniões são sempre bem-vindas, preconceito não.  Esse é o tema da nova campanha do Burger King, que tem como objetivo conscientizar os seus consumidores de que toda opinião é bem-vinda, sendo positiva ou não, mas o preconceito, jamais. A nova campanha é assinada pela agência David SP. 

Para trazer à tona o tema que é sério, a marca ousou mais uma vez, utilizando como estratégia o Marketing Reverso e deu voz ao seus haters. O BK mostra que não tem medo de expor críticas recebidas nas redes sociais, uma vez que estas se tratam de opiniões das pessoas. Em seguida, traz comentários de usuários que abordam diferentes preconceitos, para reforçar que uma de suas piores formas é aquela disfarçada de opinião.

“Como marca, o Burger King entende que tem um papel importante de conscientização. Este é um assunto sério e que, infelizmente, ainda precisa ser conversado. Por isso não medimos esforços para mostrar que todos são bem-vindos e entendemos que cada um tem uma opinião diferente. Aceitamos críticas, mas não aceitamos nenhuma forma de preconceito”, diz Ariel Grunkraut, diretor de marketing e vendas do Burger King Brasil.

Segundo pesquisa do Ibope Inteligência, dados mostram que 7 em cada 10 brasileiros já fizeram comentários preconceituosos e ainda, dos 83% que se declaram não preconceituosos, 72% já fizeram algum comentário ofensivo. “Esses números reforçam o objetivo da nossa campanha que é  o de continuar buscando uma maior conscientização das pessoas e o apoio a diversidade” comenta o executivo. É a primeira vez que o Burger King se utiliza desse recurso de marketing reverso no Brasil. Confira abaixo:

 

O vídeo começa com posts críticos de consumidores ao BURGER KING®, enfatizando que se trata de opiniões. Em seguida, foram selecionadas frases preconceituosas, todas reais, que aparecem no vídeo para ilustrar que se trata de preconceito. E encerra: “Opiniões são sempre bem-vindas. Preconceito, não.”

“Entendemos que uma das piores formas de preconceito é aquela disfarçado de ‘opinião’. E para chamar a atenção a isso, trouxemos opiniões negativas da marca comparados à comentários preconceituosos que circulam nas redes sociais. O BURGER KING® não tem medo de dar a cara a tapa, principalmente se for em prol da tolerância e da diversidade”, diz Rafael Donato, VP de criação da DAVID.

O BURGER KING® não está sozinho nessa causa. Para dar mais força em um assunto tão delicado e que precisa ser discutido, a marca conta com a parceria de três ONGs: AZMina, instituição que produz conteúdo sobre a luta das mulheres; CEERT, instituição voltada para a promoção da igualdade de raça e de gênero; e a Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo (APOGLBT).

O filme da campanha está na redes sociais da marca a partir de quinta-feira (8/11).

Deixe seu Comentário

Leia Também

2014

+ Ver mais

Brasil terá 15 jurados em Cannes

por Redação Adnews

ADFestivals

+ Ver mais

El Ojo anuncia 4 novos presidentes de júri

por Redação Adnews

ADInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

AdMovies

+ Ver mais

O Mecanismo e O Negócio entram na luta pela audiência de séries

por Eliane Munhoz do Blog de Hollywood

ADScreen

+ Ver mais

Ciclo de regravação dos clássicos chega a SWAT

por Elaine Munhoz, do Blog de Hollywood

Ana Paula Passarelli

+ Ver mais

Como as (novas) mudanças no Youtube vão impactar os criadores de conteúdo?

por Ana Paula Passarelli, estrategista de negócios digitais e consultora de inovação

Antonio Carlos Moura

+ Ver mais

Mercado de comunicação: mais difícil e mais divertido

por Antonio Carlos Moura

Daguito Rodrigues

+ Ver mais

Para onde foi o sangue que havia nos olhos?

por Redação Adnews

Design Thinking

+ Ver mais

Reclamar! Vício, autopiedade ou um SOS?

por Marcelo Ponzoni, Diretor executivo da Rae,MP

Especial Google

+ Ver mais

Quer falar com mulheres? Olhe para os dados, não para os estereótipos

por Artigo de Kate Stanford, diretora global de marketing e publicidade no Youtube

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald

Fábio Prado Lima

+ Ver mais

Face priorizará posts de amigos e familiares. O que isso pode significar para quem é social media?

por Fábio Prado Lima, diretor da AdResults e professor do Face Ads Descomplicado

Fernanda Romano

+ Ver mais

Janelas

por Redação Adnews

Julio Moraes

+ Ver mais

Hey, mercado, vamos fazer o #MeaCulpa?

por Artigo por Julio Moraes, digital marketing executive na #SocialGroup

Leonardo Araujo

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Marcia Esteves

+ Ver mais

Por que eu não sou uma gênia?

por Marcia Esteves, co-presidente da Grey Brasil

Marcos Giovanella

+ Ver mais

A ciência por trás do Big Data

por Marcos Giovanella

Mauricio Magalhães

+ Ver mais

Sair da caixa é ficar dentro dela. Ufa!

por Mauricio Magalhães

Mentor Neto

+ Ver mais

Os Millennials em Promoção

por Por Mentor Neto, sócio e CCO da Bullet

Rafael Martins

+ Ver mais

Você tem certeza que “seu cliente não entende nada”?

por Rafael Martins, Co Fundador e CEO do Share

Raul Santahelena

+ Ver mais

Marcas, por que é tão difícil se colocar no lugar do outro?

por Artigo de Raul Santahelena

Renata Serafim

+ Ver mais

Brasil… Mostra a sua cara!

por Adnews

Silmo Bonomi

+ Ver mais

Publicidade de verdade

por Adnews