Após o anúncio da NEOM, desenvolvimento da cidade da Arábia Saudita, como um dos principais parceiros do LEC, administrada pela Riot Games, para o resto do verão de 2020. 

“O NEOM é uma nova comunidade que será o lar e o local de trabalho de mais de um milhão de cidadãos de todo o mundo que querem fazer parte da construção de um novo modelo de vida, trabalho e prosperidade sustentável na Arábia Saudita. Isso incluirá cidades e portos, zonas portuárias e empresariais, centros de pesquisa, locais de esportes e entretenimento e destinos turísticos, todos projetados para desempenhar um papel de liderança no desenvolvimento global – e estará promovendo o desenvolvimento de esports em todo o mundo”.

O LEC disse em seu anúncio que o NEOM está “de olho no futuro” e patrocinará o Oracle Lens durante transmissões ao vivo “para ajudar a preparar o futuro para o estágio do LEC”. Porém o que a LEC e nem a RIOT esperavam era a revolta coletiva dos usuários. 

Para você entender melhor: O NEOM é uma cidade planejada na região noroeste da Arábia Saudita. A empresa é de propriedade integral do Public Investment Fund, um dos maiores fundos soberanos do mundo, e opera em nome do governo da Arábia Saudita.

Logo depois da publicação do LEC no Twitter com as “boas” novas de seu mais novo patrocinador, várias pessoas criticaram o LEC, incluindo seus próprios desenvolvedores, analistas e outras figuras populares na comunidade européia de esports. Drakos, Froskurinn e Medic quase twittaram sua decepção nas notícias apenas alguns minutos após o anúncio.

 


Agora te explico o porquê da revolta, o LEC é conhecido pelo seu apoio para a comunidade LGBTQIA+. Ao aceitar uma empresa do governo da Arábia Saudita dirigida pelo príncipe Mohammad bin Salman, que possui princípios contraditórios em relação a diversidade, na melhor das hipóteses, transformar a Riot Games em hipócrita. As notícias desta parceria foram twittadas na conta oficial do Twitter do LEC no dia 29 de Julho, o que foi particularmente frustrante para muitos porque a conta é adornada com vários logotipos e conteúdo de orgulho LGBTQIA+, até sua mudança de logo que ocorreu no dia 23 de Julho.

 

As queixas foram tão altas e mundial que, 14 horas após a apresentação de Neom como o novo parceiro principal, o LEC lançou um novo anúncio para comunicar que eles estão recuando e cancelando seu patrocínio com a empresa saudita.

LEC