Simplificando o marketing digital O que é a Mídia Programática

Simplificando o marketing digital: O que é a Mídia Programática?

O meio publicitário foi um dos maiores beneficiados com o avanço tecnológico do século XXI. Um destes benefícios, é o surgimento de novas formas de anunciar, como por exemplo, a Mídia Programática. Para conhecer mais sobre esse importante formato, conversamos com Renato Bastos, CCO da SimpleAds, especialista no assunto.

Atuando no mercado publicitário desde 2007, e atualmente na área comercial, Renato definiu a mídia programática como: “uma forma automatizada que otimiza a compra de espaços publicitários digitais, usando aprendizado de máquina para encontrar e escolher os locais mais eficazes e propícios à necessidade do cliente”.

Antes desse método, os profissionais de marketing e publicidade precisavam fazer todo esse processo manualmente, lidando com propostas, cotações e negociações pessoalmente ao longo do processo de compra de mídia digital.

Uso dos dados

Através da automatização e do uso de dados, a mídia programática entrega os anúncios para os públicos de interesse do anunciante. A compra de anúncios é feita por meio de leilões online, para que as marcas anunciem em diferentes páginas, em que seu público-alvo está presente. Renato destacou a importância da automação para a mídia programática:

“É crucial para ganhar tempo de operação e centralizar a compra de mídia, evitando o desperdício de investimento”, comentou Bastos.

Sendo assim, utilizar este método se torna uma estratégia extremamente eficiente, ressaltando a importância dos dados na mídia programática. Estes dados são de suma importância para mensurar os anúncios e definir novas estratégias.

“[Os dados são] extremamente importantes para entender se as ações que foram feitas geraram um resultado. Outro ponto crucial, é entender se o banco de usuários que foram impactados pela campanha pode ser reutilizado para continuar a comunicação num segundo momento”.

Vantagens da Mídia Programática

Utilizar a mídia programática concede diversas vantagens para o anunciante não vistas em outro formato. Entre as principais vantagens, estão a precisão e a personalização para as campanhas, pois o formato utiliza dados e tecnologias que automatizam o processo.

Além disso, a facilidade para negociar a compra de espaços publicitários é outra vantagem desse formato. Enquanto para o usuário, a experiência com a este formato publicitário também é melhor, considerando que ele encontra anúncios que realmente são de seu interesse.

“Acredito que a grande vantagem da mídia programática é simplificar a compra de mídia, centralizando o processo e aumentando a inteligência no impacto dos usuários. Esse processo proporciona novas possibilidades de segmentação de audiências, sendo mais assertivo no impacto do público-alvo e, consequentemente, dispersando o menor volume possível de investimento”, comenta Renato.

Formato cada vez mais presente

Desde que os públicos migraram do mundo offline para o meio online, e a mídia programática surgiu, a nova tendência do mercado publicitário é anunciar em sites de forma automatizada.

Segundo Renato Bastos, esse formato publicitário é recomendado para todas as marcas presentes no meio digital. Considerando a eficiência da mídia programática, é fundamental que todos os anunciantes possam investir neste formato acessível. Em suas palavras:

“É essencial que as marcas possam aproveitar todas as integrações disponíveis nas plataformas programáticas para aumentar a performance das campanhas. Vale ressaltar que, com as diversas integrações de tecnologia que estão disponíveis hoje, é possível mapear diversos pontos do funil de conversão com o objetivo de otimizar as campanhas em tempo real.”

Futuro da Mídia Programática

Considerando sua forte presença no mercado publicitário, a mídia programática deve crescer ainda mais nos próximos anos, graças ao avanço da tecnologia. Renato comentou sobre as expectativas para o futuro deste importante meio publicitário:

“O mercado de mídia programática será visto de uma forma diferente assim que os clientes tiverem a possibilidade de implementar um modelo de atribuição. Dessa maneira, a programática será aproveitada de um jeito muito melhor não só para campanhas de Branding e Awareness, mas também para campanhas voltadas para Performance”.

Saiba mais

Para saber mais sobre o tema, acesse o ebook o “Guia Definitivo da Mídia Programática” da SimpleAds, especialista no formato!

Post anterior
Leite MOÇA e FOM lançam collab inédita

Leite MOÇA e FOM lançam collab inédita!

Próximo post

Corona anuncia ilha paradisíaca no mar do Caribe

Posts Relacionados