Cada vez mais, as marcas buscam produzir conteúdos relacionados ao seu público-alvo para criar uma aproximação e gerar engajamento. Seguindo esta equação e somando-a, a Ford acaba de estrear uma websérie com a Família Pacelli para promover seu lançamento: o novo Ford Ka FreeStyle.

Desenvolvida pela ROIx, com a apoio da produtora FWQ (FrameWork), a série de cinco capítulos, cada um com 90 segundos, acompanha a surf trip da jovem Alana Pacelli com seu pai, o big rider Jorge Pacelli. Juntos, vão do Guarujá (SP) ao Rio de Janeiro para torcer para a mais velha, Nicolle, que foi campeã de stand up paddle no circuito mundial que ocorreu na cidade maravilhosa.

Os episódios serão divulgados semanalmente até o fim de novembro pela Ford em seu canal no YouTube e impulsionados a partir da inteligência da ROIx, que estudou, mapeou e desenvolveu grupos de pessoas que consomem conteúdos de surf e aventura na internet.

“O branded content é uma solução sutil e natural para abordar as mensagens do produto, inserindo-o em um contexto que tenha conexão com seu público-alvo. Com esse formato, conseguimos nos aproximar da audiência, alcançando uma ótima repercussão para a marca”, explica Andre Leite, gerente de marketing da Ford.

“Este é o primeiro projeto viabilizado por meio do ROIx Content, um produto específico para marcas que queiram desenvolver branded content ou product placement de seus produtos, com chancela de um influenciador e entrega para uma audiência específica”, afirma Sérgio Kligin, diretor comercial da ROIx

Além de ser um novo canal para os anunciantes, o ROIx Content é uma opção valiosa para geradores de conteúdo e produtoras, pois existe uma entrega totalmente voltada para audiência de cada anunciante.

Assista o primeiro episódio da websérie:

Deixe seu Comentário

Leia Também

Especial Google

+ Ver mais

Quer falar com mulheres? Olhe para os dados, não para os estereótipos

por Artigo de Kate Stanford, diretora global de marketing e publicidade no Youtube

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald