Um Domingo Atípico: Game of Channels

Avatar
Artigo sobre a oportunidade que anunciantes tiveram nesse domingo na briga de audiência entre GoT e NBA

Se você gosta de esportes e da NBA, mas também não perde um episodio do aclamado seriado Game of Thrones, ontem não foi o seu melhor dia. Escolher entre duas Guerras Épicas não foi nada fácil, ainda mais para as marcas. O que elas fizeram para entreter essa ávida audiência que estaria totalmente focada em um momento ou outro, ou quem sabe tentando usar a SmartTV, Tablet e Smartphone para acompanhar um pouco de tudo?

Não preciso nem dizer que a palavra chave aqui é Entretenimento e do melhor, Game Of Thrones custa USD 6 milhões por episódio e um jogador da NBA ganha em média USD 5 milhões por ano (LeBron James sozinho assinou um contrato de USD 24 milhões para jogar a temporada mais recente).

Foi um bombardeio nas redes sociais. Fãs de esporte e seriados (NBA e GoT, no caso) não sabiam o que fazer nesse domingo que teríamos frente a frente: Curry vs LeBron e Snow vs Bolton. Uma coisa é certa dessa batalha, ninguém sabe ou saberia quem iria ganhar, as chances são para os dois lados, como você bem conhece os autores (ou técnicos).

Independente do seu time Cavs, Warriors, Casa Bolton ou Stark, há muito tempo não se via uma briga tão intensa entre dois eventos que em si não tinham nada em comum ou tudo. De um lado o esporte número 1 nos EUA (com dois brasileiros em quadra), com adrenalina, paixão e emoção de sobra, e do outro um seriado que mudou a visão do que é ser protagonista e sobre a complexidade das diferentes histórias. E se eu trocar essas classificações, não fará diferença. Ambos são tudo isso e mais um pouco e foi essa a explicação de tantas mensagens, posts e comentários durante a semana e ontem. Quem poderia responder a cruel dúvida: o que fazer nesse domingo? Que definitivamente não era do futebol.

A dúvida que paira na cabeça de todos não é simplesmente qual assistir, mas sobre o que eu quero comentar no dia seguinte, em qual roda eu quero estar, na que fala de Game of Thrones ou sobre a final da NBA. Prefiro spoilers de qual entretenimento? E o que as marcas fizeram para se apropriar de tal momento, no qual a certeza era de que o foco estaria girando em torno desse evento? Muito pouco!

Dilema era o que se passava aqui, um comportamento do ser humano quase diário. Acordo mais cedo para ir à academia ou continuo dormindo? Devo comprar isso ou aquilo? O que eu falo para o meu chefe? Como explico isso para minha esposa, marido ou parceiro (a)? Nessa hora, uma marca que abraça sua causa cria empatia, sai na frente e ganha espaço na mente dos consumidores.

Em época que empatia e engajamento são extremamente importantes e que a atenção é difícil de conquistar, as marcas não souberam aproveitar de tudo que era possível nesse dia. Faltou criatividade e audácia para ser empático com milhares de pessoas que sofreram no final dos dois eventos.

LeBron, prometeu que voltaria e traria o título para Cleveland e Jon Snow também disse que conquistaria. Um final já conhecemos e o outro? E você como enfrentou esse dilema, conte nos você decidiu os Sete Jogos ou Sete Reinos?

* Paulo Crepaldi, diretor-executivo da ING Marketing & Training

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior

4 dicas para acertar nas legendas do Instagram

Próximo post

Novo logo? Netflix atualiza suas redes sociais com um “N”

Posts Relacionados

Por favor, desabilitar Adblock para visualizar conteúdo do site.