A receita da Kuaishou supera as estimativas, desafiando a desaceleração na China

A receita da Kuaishou supera as estimativas, desafiando a desaceleração na China

Enfraquecimento econômico causou uma expansão mais cuidadosa de gigantes da tecnologia, mas Kuaishou se destacou por pouco

A receita da Kuaishou Technology superou por pouco as estimativas, já que a plataforma de vídeos curtos número 2 da China desafiou uma economia enfraquecida e a concorrência com a ByteDance Ltd, proprietária do TikTok.

A receita da Kuaishou supera as estimativas, desafiando a desaceleração na China
Imagem: Reprodução/South China Morning Post

A receita subiu para 21,07 bilhões de yuans (US$ 3,16 bilhões) nos três meses encerrados em março, contra os 20,6 bilhões de yuans projetados por analistas. O crescimento desacelerou para o ritmo mais lento desde que a empresa abriu o capital em fevereiro do ano passado. O prejuízo líquido foi de 6,25 bilhões de yuans, em comparação com a perda estimada de 6,4 bilhões de yuans.

As maiores corporações de tecnologia da China se encontram em uma nova era de expansão cautelosa, mais de um ano após a repressão de Pequim que engoliu o ecossistema da internet, do comércio eletrônico aos jogos e mídias sociais.

Altos funcionários do governo mostraram apoio público às empresas de plataforma digital nas últimas semanas, mas os bloqueios do Covid e o mal-estar econômico do país resultaram em alguns dos piores ganhos trimestrais do setor de tecnologia em mais de uma década. Kuaishou está travado em um duelo prolongado com ByteDance, cujo hit viral Douyin continua a atrair usuários e anunciantes da esfera mais ampla da mídia social chinesa.

Kuaishou juntou-se aos hubs de streaming iQiyi Inc. e Bilibili Inc. e está traçando metas mais claras para atingir o equilíbrio. Sua divisão na China deve se tornar lucrativa em algum momento de 2022 com base no lucro líquido ajustado, disse o presidente-executivo Cheng Yixiao em março, aumentando a monetização e cortando custos.

Na esteira de regras mais rígidas sobre conteúdo e gastos, a empresa está deixando de gerar receita com dicas de transmissão ao vivo para negócios mais lucrativos, como comércio eletrônico, publicidade e publicação de jogos. Este mês, revelou planos para fornecer mais tráfego para mais de 500 comerciantes selecionados que serão licenciados para vender produtos como cosméticos e roupas sob a marca oficial “Kuai”.

A longo prazo, Kuaishou está buscando replicar o sucesso da ByteDance globalmente. Embora seus dois aplicativos Kwai e Snack Video tenham feito incursões em lugares como Brasil e Indonésia, eles ainda precisam enfrentar o TikTok em grandes mercados como os EUA. Em março, o chefe internacional de Kuaishou, Tony Qiu, deixou a empresa por motivos pessoais.

Matéria traduzida de BloombergZheping Huang.

Post anterior
Heinz volta à TV desafiando consumidores a escolherem o melhor hambúrguer

Heinz desafia consumidores a escolherem o melhor hambúrguer

Próximo post

O cinema perde Ray Liotta!

Posts Relacionados