Assessoria da Permeets busca trazer transformação à imagem de emrpesas

Assessoria da Permeets busca trazer transformação à imagem de empresas

Recentemente, o Ministério da Justiça e Segurança Pública anunciou a suspensão, por tempo indeterminado, das atividades de cerca de 180 empresas do setor de telemarketing, e a multa pelo descumprimento da ordem pode não sair barata. As empresas estão ligadas principalmente a bancos e instituições financeiras.

O despacho publicado no Diário Oficial da União é uma medida cautelar que determina, em todo o país, a suspensão dos serviços do telemarketing ativo abusivo que vise o contato com o cliente para oferta de produtos ou serviços sem o prévio consentimento do consumidor, sendo que esse somente poderá ser abordado por telefone se expressamente tiver manifestado interesse nesse sentido.

Em junho, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) anunciou o bloqueio telefônico, por três meses, das empresas que usavam robôs automáticos para fazer mais de 100 mil chamadas abusivas de telemarketing por dia, que são aquelas que não chegam a ser completadas ou que sejam desligadas automaticamente em até três segundos. Esse tipo de disparo em massa, além de gerar um alto número de reclamações dos consumidores, sobrecarrega as redes de telecomunicação sem promover efetivamente a comunicação entre pessoas e empresas, e pode gerar multas às empresas praticantes de até R$ 50 milhões.

Para o consumidor, as decisões podem ser um alívio, mas a ABT (Associação Brasileira de Telesserviços) mostrou-se preocupada, alegando que o emprego de mais de 1 milhão de trabalhadores pode estar em risco, assim como o bolso do consumidor, pois a mudança resulta em preços maiores ao restringir a competição entre empresas por telefone.

Todo esse movimento está relacionado à LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (nº 13.709/2018, sancionada em 14 de agosto de 2018), que entrou em vigor em agosto de 2020, com regras mais claras para quem lida com dados pessoais, sejam físicos ou digitais. A lei dá mais poder ao titular dessas informações, porque o consentimento do dono é considerado essencial.

Em resumo, a LGPD inaugura uma nova cultura de privacidade e proteção de dados no país, e providências devem ser tomadas pelas empresas que atuam no setor. O primeiro passo é entender o que pode e deve ser feito.

Segundo André Echeverria, especialista na transformação de negócios por meio da incorporação de tecnologias emergentes e disruptivas e CEO da Permeets, empresa voltada à assertividade em marketing digital aliada à compliance de dados, “É preciso reinventar a ativação e identificação de novos clientes conectando-os em tempo real e transferindo a eles o controle dos seus dados pessoais. O resultado para as marcas é uma base de dados sempre atualizada e com permissões de ativação validadas. E os usuários assumem, assim, o controle da sua privacidade”.

Especialista em obtenção do consentimento do cliente de forma orgânica, sem interromper a jornada de venda, as soluções oferecidas pela Permeets colocam as empresas em um novo caminho, mais seguro em relação às leis e medidas em vigor e mais assertivo em relação à sua imagem perante os consumidores. Contar com essa parceria fará com que a empresa aumente o retorno de seu investimento em marketing, melhore a experiência do cliente com sua marca e passe a estar aderente à LGPD, unindo economia e compliance. É um novo paradigma no modelo de ativação.

As empresas que contam com o suporte oferecido pela Permeets passam a diferenciar-se da concorrência em pontos fundamentais, como aquisição de clientes, acelerando seu ciclo de conversão por meio de opt-in com QR code; ROI campanhas digitais, integrando o on-line e o off-line para ativar seu cliente de qualquer lugar; mantêm os dados de seus clientes sempre atualizados; e garantem o compliance LGPD, gerenciando o consentimento de seus clientes.

A aplicação das ações ainda permite a integração com e-commerces, CRM e aplicativos por meio de APIs, e a implantação é rápida, a partir de um modelo de assinatura, o que gera mais retorno das ações de marketing sem ferir a LGPD. A solução é gerenciada em nuvem e muito segura para empresa e consumidores. André Echeverria recomenda:

“O registro permanente de logs das alterações efetuadas pelos usuários em suas permissões, os dados criptografados sempre atualizados e a sincronização com ferramentas de DBase/CRM permitem a personalização no relacionamento com o cliente. A iniciativa vai além da aderência à LGPD e das demandas por privacidade, e pode trazer uma transformação definitiva à imagem e, consequentemente, à lucratividade da empresa.”

Mais do que um desejo de acelerar suas vendas, hoje, as empresas têm necessidades que não podem ignorar, e buscar uma solução como a que a Permeets oferece pode ser um grande passo em sua evolução.

Confira o material online e entre em contato com a Permeets pelo e-mail inside_sales@permeets.com o quanto antes. Os consultores estão preparados para ajudar você a colocar o cliente no centro das relações por meio de ajustes simples, mas fundamentais.

Quer saber mais sobre as novidades? Não deixe de seguir o ADNEWS nas redes sociais e fique por dentro de tudo!

Post anterior
Ilana Nasser, fundadora da Vendah

App de vendas diretas mira mulheres chefes de família

Próximo post

Canais infantis dominam o YouTube no Brasil, aponta pesquisa

Posts Relacionados