Busca por voz e marketing digital: parceria de sucesso

Busca por voz e marketing digital: parceria de sucesso

Caio Cunha*

O marketing digital está ganhando mais espaço graças à mudança de comportamento dos consumidores. Os recursos de voz, por exemplo, são cada vez mais usados no universo on-line. Para se ter ideia, no Brasil, 81% dos usuários do WhatsApp usam áudios para se comunicar, segundo uma pesquisa da Opinion Box. Outro levantamento, feito pela PwC, mostrou que 65% das pessoas com idade entre 25 e 49 anos falam pelo menos uma vez por dia por meio dos seus dispositivos móveis.

A voz é um instrumento bastante conveniente para os usuários e, como resultado, estamos percebendo um avanço tecnológico considerável nos últimos anos. As ferramentas estão cada vez mais inteligentes. O Google Voice Search, por exemplo, foi lançado em 2010 e de lá para cá muita coisa mudou: hoje, o reconhecimento de voz está muito mais complexo e preciso. Não é à toa que até os bancos e as grandes marcas, como a Amazon, estão investindo nessas tecnologias.

Mas, na prática, o que isso significa para as empresas? Significa que chegou a hora de otimizar as interações, plataformas e sites levando em conta que a busca por voz deve continuar em crescimento acelerado nos próximos anos. As empresas que se atentarem a isso devem sair na frente.

O aumento da busca por voz também significa que os dispositivos móveis tendem a dominar o mercado, já que os usuários estão sempre em movimento. A pesquisa por voz e o celular andam de mãos dadas porque, de fato, facilitam a vida cotidiana dos consumidores. O recurso permite, por exemplo, que uma pergunta seja feita enquanto o usuário dirige ou cozinha, sem prejudicar a atividade.

Voice Search é uma tendência cada vez mais forte. Para as empresas, prestar atenção em como os consumidores falam antes de definir as palavras-chave, em uma busca online, por exemplo, é uma estratégia interessante. Isso porque as pessoas escrevem e falam de forma diferente, já que escrever é mais trabalhoso e demanda mais tempo, enquanto falar é mais natural e informal. A tecnologia avança à medida que o comportamento do consumidor muda e estar atento a isso pode fazer muita diferença no fortalecimento das marcas e também nas técnicas de geração de oportunidades online e de contatos com o público consumidor.

*Caio Cunha é Presidente da WSI Brasil, co-Fundador da WSI Consultoria e membro do Global WSI Internet Consultancy Advisory Board. Com mais de 25 anos na indústria de tecnologia, atingiu cargos executivos de alto nível, em grandes empresas multinacionais como PWC (com clientes IBM e Unisys), SAP e Hitachi Data Systems, no Brasil e no exterior. Participou em programas de desenvolvimento profissional em universidades como a Stanford University, na Califórnia, e no IMD Internacional, na Suíça. Tem MBA em finanças pelo IBMEC e é graduado em Administração de Empresas pela PUC, com dois anos na Roosevelt University, em Chicago.
Total
7
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
Black Friday 2021: Amazon anuncia esquenta de promoções

Black Friday 2021: Amazon anuncia esquenta de promoções

Próximo post
Nestlé lança parceria inédita com Astrolink e vai dar um ano de chocolates grátis segundo as previsões astrológicas

Nestlé lança collab com Astrolink para dar chocolates grátis segundo a astrologia

Posts Relacionados