Estamos no final de 2020, e se você parar para pensar, parece que uma década de evolução de mídia foi acelerada em alguns poucos meses. O consumo de mídia em casa cresceu, enquanto a confiança do consumidor e os investimentos publicitários sofreram redução ao longo de 2020. Para entender o que esperar no próximo ano, a Kantar, líder mundial em dados, insights e consultoria, forneceu insights sobre quais comportamentos do público e dinâmicas de indústria vieram para ficar.  

A nova edição do estudo reúne artigos e opiniões de especialistas da Kantar pelo mundo e com múltiplas visões sobre temas que vão impactar a indústria de mídia, trazendo uma imersão nos comportamentos do consumidor no próximo ano e as principais estratégias projetadas para reaquecer e estimular o crescimento econômico. 

Em 2021, os comportamentos das audiências serão ainda mais complexos e difíceis de decifrar. Entre os consumidores de vídeo, por exemplo, temos o assinante-bumerangue, que vai migrar entre plataformas sob demanda e serviços de streaming, aumentando a necessidade de entender e monetizar a audiência em todos os meios.  

O marketing de influência se tornará um recurso cada vez mais importante na indústria publicitária, enquanto o e-commerce vai se integrar de vez com as redes sociais, promovendo um fluxo de compra tangível e imediato. Outros hábitos considerados ultrapassados vão ressurgir, como a TV se tornando um ponto de encontro para a interação social, mesmo com o crescimento de outras fontes de conteúdo, à medida que os telespectadores priorizam a importância das relações familiares e o compartilhamento do tempo de qualidade.  

Em contrapartida, anunciantes, veículos e plataformas de redes sociais terão que reavaliar como as estratégias de mídia são formuladas. Garantir que uma marca permaneça relevante enquanto gera demanda exigirá uma estratégia baseada em dados e insights proprietários com mais valor se integrada com fontes externas que sejam confiáveis e validadas pelo mercado. 

Com a necessidade de maximizar esforços com orçamentos cada vez mais restritos, a prática de Analytics será intrínseca a todos os aspectos do marketing e do gerenciamento de campanhas, desde a criação e otimização do mix de mídia até a elementos mais amplos, como as estratégias de canal e os planos de inovação. Diante da impossibilidade de rastrear a mídia digital em um futuro sem “cookies”, as marcas precisarão se adaptar rapidamente aos métodos híbridos de medição da eficácia de anúncios e ROI.  

Outro ponto importante para 2021: as empresas terão que acelerar a compreensão de como o ativismo impacta na força da marca; seu propósito e crenças serão ilustrados em suas escolhas de mídia, assim como em estratégias de desenvolvimento criativo, e uma importância ainda maior será colocada em entender o contexto de onde os anúncios aparecem e como eles são otimizados para funcionar em cada ambiente. 

Leia os artigos completos dos especialistas da Kantar e saiba mais sobre as tendências e previsões de mídia para 2021. O arquivo está disponível gratuitamente neste link