Rio2C movimenta indústria criativa com mais de 250 painéis e dez palcos

Rio2C movimenta indústria criativa com mais de 250 painéis e dez palcos

Discussões sobre propriedade intelectual, avanços da ciência, processo criativo, narrativa e metaverso são alguns dos destaques

Depois de um intervalo forçado de dois anos, apesar de todas as dificuldades para a indústria do entretenimento, o Rio2C retorna ao calendário de eventos do país com uma programação ainda mais ampla, robusta e diversa em relação à apresentada em sua última – e bem-sucedida – edição, que teve a participação de 1.060 palestrantes, gerando um total de 780 horas de conteúdo. O maior encontro de criatividade da América Latina ocupa novamente a Cidade das Artes, de 26 de abril a 01 de maio, agora com dez palcos tematicamente variados e transversais voltados às áreas de tecnologia, ciência, audiovisual, música, games, novas mídias, marcas, sustentabilidade e futuro do trabalho, entre outros.

Rio2C movimenta indústria criativa com mais de 250 painéis e dez palcos
Imagem: Divulgação/Rio2C

Sempre conectado com as tendências dos mais variados segmentos desde a sua concepção, a atual edição aposta no slow content e no consumo inteligente como bases temáticas, bem como no encontro presencial, cultivando a sua essência de ser um lugar de troca de experiências e de fomento de ideias in loco. Embora a espinha dorsal do evento permaneça a mesma – dividido entre os pilares conferência, mercado e festival –, em 2022 novos assuntos e seções foram acrescentados à programação.

GLOBAL STAGE

O mais heterogêneo de todos os palcos, o Global Stage promove a maior interseção entre os segmentos abraçados pelo evento. Situado na maior sala do complexo cultural, um auditório com capacidade para 1250 espectadores, reúne personagens nacionais e internacionais das áreas de tecnologia, inovação, ciência, audiovisual, música, games, mídia e marcas, sustentabilidade, educação e futuro do trabalho.

Aberto somente a partir do segundo dia do Rio2C, o palco inicia a programação com uma palestra de John Plunkett, cofundador da Wired Magazine, a mais influente e visionária publicação de tecnologia e inovação do mundo. O americano falará sobre a sua trajetória profissional e sua experiência na revista, que além de promover uma nova compreensão de como a tecnologia da internet mudaria o fluxo de informações, previu como a revolução digital transformaria radicalmente o modo de viver de todo o mundo.

Outros destaques incluem: “Porta dos Fundos – 10 Anos de Irreverência, Humor e Inovação”, com Antonio Tabet, Gregório Duvivier, Ian SBF e Crocas; “Trap-se”, com Ice Blue, Jairo Andrade e Xamã; “Roberto Medina – A Vida é ao Vivo”; “Amazon Studios: Home for Talent”, com Ingrid Guimarães, Lázaro Ramos e Malu Miranda; “Como Adiar o Fim do Mundo – Uma Conversa com Ailton Krenak” e “Entre Ritmo e Poesia”, com Criolo e Mano Brown. 

Rio2C movimenta indústria criativa com mais de 250 painéis e dez palcos

STORYVILLAGE

Segundo maior palco do Rio2C, com lotação máxima de 450 pessoas, o StoryVillage reverencia a arte da criação, da narrativa, dos roteiros, da composição, do traço e da fórmula, seja na concepção de uma série, de um filme, uma música, um livro, uma startup ou um projeto de arquitetura.

Fundador e CEO da Primary Wave, a maior editora independente da indústria musical, o executivo Larry Mestel está à frente de catálogos de artistas como Whitney Houston, Bob Marley, Prince e Aerosmith, entre outros pesos pesados, e transformou sua empresa em uma potência de música e entretenimento, com a gestão e marketing das carreiras de artistas como Cee Lo Green e Cypress Hill. O americano, que integrou a lista dos 100 nomes mais poderosos da revista Billboard, em 2020, conversará sobre os mais de 30 anos de trajetória, sobre a crescente atração e demanda pela venda de catálogos de música e como isso tem movimentado o mercado em cifras milionárias.

A programação do StoryVillage inclui ainda conversas sobre “Fantasia, Ficção e Fatos Reais”, “Música, Marcas e Artistas”, “Terror, Sobrenatural e Sci-fi”, Construção de Narrativa para e pela Geração Z”, “O Esporte no Centro do Conteúdo Original”, “Narrativas em XR” e a “Volta dos Grandes Festivais”, com nomes como as cantoras Luísa Sonza e Adriana Calcanhotto, Elizabetta Senatti (Netflix), Ana Paula Castello Branco (TIM), Sarah Buchwitz, (MasterCard), Ivan Martinho (World Surfing League) e Luis Justo (Rock In Rio), entre outros.

O evento também contará com a participação de executivas da Netflix como:

  • Elisabetta Senatti, Vice-presidente de Conteúdo para o Brasil, estará no painel Netflix “Fantasia, Ficção e Fatos Reais”
  • Elisa Chalfon, Diretora de Séries Não-Ficção da Netflix no Brasil, estará no painel “Formatos Originais com Alcance Global”
  • Haná Vaisman, Diretora de Conteúdo para Séries Roteirizadas da Netflix no Brasil, no painel “Showrunner ou Head Writer: Que Posição é Essa, Afinal?”

BRAINSPACE

Espaço dedicado a temas únicos sobre cérebro, criatividade e descobertas incríveis que surpreendem o público, o Brainspace tem a premissa de transformar a ciência em entretenimento.

Na palestra “Entendendo Mulheres Neurodivergentes”, Zhara Astra, executiva de TV e professora na Universidade do Arizona, onde ministra um curso sobre neurodivergência feminina, assunto que também será o tema de uma série documental produzida por ela, apresenta uma análise profunda sobre o assunto, com forte ênfase no espectro autista, do qual faz parte. A representatividade de mulheres neurodivergentes na mídia, bem como o seu trabalho na indústria do entretenimento, também está na pauta do painel.

O palco recebe ainda renomados especialistas, cientistas, acadêmicos, artistas e empresários em mesas dedicadas aos estudos da neurociência voltados para tecnologias educacionais, a biologia do envelhecimento, reflexões sobre meditação no cotidiano urbano, bem como os avanços de pesquisas científicas nas áreas de arte e criatividade, cannabis, experiência espiritual e os tratamentos com psicodélicos para cognição e saúde mental.

HOUSE OF BRANDS

Palco das marcas, do marketing, da mídia, da publicidade e propaganda, o House of Brands traz as principais tendências, cases e transformações da área, nas vozes de executivos de marketing e comunicação, criativos, publicitários, produtores de conteúdo, jornalistas, artistas, influencers e gamers.  

Outros temas abordados no palco incluem “O Áudio no Centro do Conteúdo Original e Seu Poder na Construção de Narrativas”, “Neuromarketing e Padrões de Consumo”, Construção de Cadeia de Valor”, “O Papel das Marcas em Mercados Fragmentados”, “O Marketing na Velocidade da Cultura”, Branding Brasil: uma Reflexão sobre o que o Brasil Gera” e “Esporte: Renovação da Audiência e Novas Plataformas”, discutidos por nomes relevantes do mercado, como Peter de Albuquerque, diretor de cultura e criatividade da Ambev, Billy Nascimento, neurocientista e CEO da Forebrain, Ana Couto, fundadora da Ana Couto Branding e Kim Farrell, diretor de marketing do Tik Tok na América Latina, entre outros.

SCREENING ROOM

Destinado ao universo do audiovisual em todas as suas frentes, o Screening Room visa a estimular a reflexão sobre o segmento a partir de temas como plataformas de streaming, alternativas de financiamento, propriedade intelectual e coprodução, entre outros.

Eduardo Gaspar, vice-presidente de criação da Endemol Shine Brasil; Elisa Chalfon, diretora de séries originais brasileiras de não-ficção da Netflix, e Luisa Barbosa, diretora executiva de não-ficção da Conspiração Filmes, se reúnem para discutir o assunto “Formatos Originais com Alcance Global”. Apesar de o Brasil ser um país altamente criativo e com uma consistente produção audiovisual, ainda está longe de ser um potente criador e exportador de formatos de conteúdo non-scripted, ou seja, sem roteiro. No painel, executivos debatem o potencial do mercado brasileiro para desenvolver formatos de não-ficção originais e a oportunidades de vendas para o mercado global. Serão apresentadas oportunidades, cases de sucesso e modelos de negócios para o gênero.

Também estão entre os destaques as mesas “Desenvolvimento e Produção de Obras de Ficção com Autenticidade”; “Showrunner ou Head Writer: Que Posição é Essa, Afinal?”; “Conteúdo Original Kids: o Desafio de Criar para os Nativos Digitais”; “O Futuro do Streaming”; “Novas Tecnologias e o Audiovisual do Futuro”.

NEW FRONTIER

O New Frontier traz o futuro para o presente, analisando quem está por trás das mais novas tecnologias e como essas mesmas tecnologias impactam a vida cotidiana e transformarão o mundo como o conhecemos.

A programação inclui ainda “Avatares: os Novos Influenciadores”; “Moda, Inovação Aberta e Sustentabilidade”; “A Ascensão do Venture Capital no Brasil”; “Deeptechs: Impacto, Tempo e Investimento para Transformar o Mundo”, entre outras mesas.  

CYBERSTAGE

O CyberStage pretende aproximar o público desse incrível – e muitas vezes assustador – universo digital paralelo. O palco vai dissecar a indústria de games e eSports, reunindo alguns dos principais nomes do segmento, além de se aprofundar em assuntos como VR, XR e AR, mídias imersivas, metaverso, criptomoedas, NFTs, entre outros.

Um dos temas mais quentes do mundo digital hoje, o mercado de NFTs também é assunto para o CyberStage. Afinal, o que são as tão famosas NFTs e por que devemos estar atentos a elas? Embora haja muita gente falando a respeito, para outros a resposta ainda não é clara. No painel “Decodificando NFTs”, a advogada Julia Pazos e Thiago Valadares, CEO da NFMarket Agency, comentam sobre as expectativas do mercado, além das limitações e possibilidades de investimentos, para esses ativos digitais. 

SOUNDBEATS

O Soundbeats discute o show business da música com temas atuais e urgentes como o streaming, lives, direito autoral, empresariamento, turnês e festivais.

O painel “Quando a Música Vira Investimento” abordará quem é quem no game da música. O vice-presidente da Downtown Music, Heli Del Moral, e a diretora administrativa da Ingroove Brasil, Cris Garcia, fazem um apanhado sobre as disputas milionárias que estão acontecendo no mercado no Brasil e no Mundo.

Além dos painéis, o Soundbeats recebe o PitchingShow, em que artistas e bandas se apresentam ao vivo no palco diante do público e de uma comissão formada por nomes estratégicos da indústria (mais informações no trecho dedicado a mercado, abaixo).

FUTURE U

O Future U abordará temáticas e tendências sobre o futuro do trabalho, das empresas e da educação, com foco especial no idadismo, empreendedorismo, educação continuada, novas habilidades e profissões do futuro.

Segundo dados do IBGE, cerca de 2 milhões de brasileiros têm algum tipo de deficiência auditiva. Boa parte dessa população tem como seu primeiro idioma a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e não consegue se comunicar usando o português. Nos EUA, há cerca de 2,6 milhões de pessoas amputadas, de acordo com estudos do governo de 2020.

No painel “Tecnologias Assistivas: Inclusão e Autonomia”, pessoas portadoras de deficiência e profissionais da área demonstram como esses recursos são ferramentas importantes e desmistificam a conversa sobre o tema. No primeiro caso, a AME – entidade que desenvolve projetos de inclusão e acessibilidade – criou, em 2014, o ICOM, uma plataforma online de tradução simultânea de Libras para português que facilita a interação dessas pessoas com os ouvintes. Desde sua criação, o ICOM registra mais de 5 mil horas/mês de conversas entre surdos e ouvintes, mediadas por intérpretes profissionais de Libras. “Agora, a meta é multiplicar esse número e dobrar o faturamento do serviço até o final do ano”, afirma o advogado Cid Torquato.

BIODOM

O Biodom engloba as tendências e desafios urgentes de fatores sociais e ambientais que podem impactar o futuro do planeta a partir de temas como a agenda ESG, meio ambiente, energia, diversidade, comunidades e cidades do futuro.

Outros temas do palco incluem os impactos da humanidade nos oceanos, mudanças climáticas, novas formas de sustentabilidade e inclusão financeira.

SUMMIT GAME+

Pela primeira vez, o Rio2C terá um dia inteiro reservado aos games, no dia de abertura do evento, 26 de abril. A curadoria do Summit Game+ é de Leandro Valentim, do Player1 Gaming Group, spin-off da unidade de games e eSports da Globo, hoje uma startup independente, investida pela Globo Ventures.

Entre os ilustres personagens reunidos no evento, Nobru, Gaules e Playhard, três dos mais bem-sucedidos e renomados nomes da indústria, são importantes destaques da grade de programação. Em entrevistas individuais, compartilharão suas trajetórias, desafios, conquistas, marcas de criação de conteúdo, bem com suas visões de negócios.

Assim como no universo dos games, as mulheres estão representadas de forma ampla na programação do evento. Afinal, as mulheres são maioria no mundo dos Games. No Brasil, o público feminino representa 51,5% dos jogadores do país, segundo a Pesquisa Game Brasil. Porém, apesar do crescimento da presença feminina nesse universo, o desrespeito e o preconceito são uma realidade, especialmente no cenário competitivo dos eSports.

SUMMIT MEIO & MENSAGEM

O Rio2C reedita em 2022 a parceria com o jornal Meio & Mensagem, estabelecida desde a edição de 2018 com o objetivo de mapear e impulsionar a criatividade brasileira. O Summit M&M, que reúne CMOs, criativos, designers, influencers, executivos de mídia, jornalistas, agências, produtores, plataformas e empresas de tecnologia, assim como o de games, é realizado somente no primeiro dia de evento.

No painel “Criatividade & Conteúdo: Novos Formatos para uma Audiência Always On – uma Conversa entre Boninho e Sergio Gordilho”, o executivo da TV Globo conversa com o copresidente da agência África, no ano em que o BBB completou 22 edições, sobre como reinventar um formato tão conhecido, o desafio desta renovação e o papel do conteúdo e da criatividade em tempos de streaming.

MERCADO DO RIO2C

Voltado à realização de negócios nos setores de audiovisual, inovação e música, a seção de mercado do Rio2C foi uma das grandes responsáveis pela movimentação de mais de R$ 250 milhões na última edição presencial.

AUDIOVISUAL

Depois de promover 1537 reuniões entre profissionais do setor audiovisual, gerando mais de R$ 180 milhões em projetos firmados em 2019, o evento terá este ano a participação de 208 players – incluindo mais de 30 empresas internacionais inéditas – um número maior do que 300 executivos do mercado global em busca de novas parcerias para projetos originais nos segmentos de ficção, documentários/factual e Kids, em diversos estágios de produção.

Embora a maioria dos encontros sejam presenciais, alguns players internacionais participarão virtualmente. Entre as novidades desta edição estão a presença de distribuidoras de cinema, que procuram conteúdo para ser exibido nas telonas do país, e de empresas do mercado editorial e de games interessados em negociar propriedades intelectuais a serem adaptadas para o formato audiovisual.

Estão confirmados executivos de empresas de grandes players, como Warner Media, Red Bull Studios, Star+, Amazon Studios, Netflix, Globoplay, Discovery, Paris Filmes e Sony Pictures, Viacom International Studios e The Walt Disney Company entre muitos outros. A lista completa de players pode ser vista no link www.rio2c.com/players/.

Assim como em 2019, as reuniões serão realizadas no Business Hall, espaço exclusivo para profissionais do audiovisual, em uma área privilegiada da Cidade das Artes. Com acesso apenas para os portadores de credenciais Industry e Industry+, a área oferece amplos lounges para networking, com objetivo de promover a maior interação entre produtores de conteúdo e os executivos da indústria, com salas privativas para patrocinadores e expositores. No espaço também serão realizados workshops de coprodução internacional, encontros com delegações nacionais e internacionais e o Pitching do Audiovisual.

INOVAÇÃO

Voltado a executivos de startups interessados em apresentar suas soluções a investidores, o mercado de inovação tem o objetivo de impulsionar o ecossistema da indústria criativa nacional e internacional do setor. O Rio2C busca negócios de impacto que estejam engajados com um ou mais dos 17 (ODS) objetivos de desenvolvimento da ONU, inseridos nos segmentos de games e eSports, ciência e tecnologia, trabalho e educação, marketing e mídias, moda, gastronomia, lifestyle, arquitetura, design e artes.

Além de participar das rodadas de negócios ou do pitching, os inscritos ganham a oportunidade de adquirirem conhecimento através de mentorias e de painéis com importantes nomes do mercado, bem como ampliarem suas redes de contatos em lounges de convivência, almoços, eventos de happy-hour e festas exclusivas. Uma das novidades desta edição é o Desafio Corporativo, em que grandes empresas convidarão startups a apresentarem ideias e soluções únicas para quatro desafios institucionais, em sessões fechadas de pitching.

As instituições parceiras do Mercado de Inovação do Rio2C são a ABstartups, ACATE, Anjos do Brasil, BR Angels e WOW, entre outras.

MÚSICA

Baseado na perspectiva de se construir pontes e parcerias entre todas as pontas das indústrias criativas, os organizadores do Rio2C criaram uma de suas iniciativas mais originais. O PitchingShow, uma adaptação do formato de sucesso das sessões de pitching do mercado audiovisual e de startups, onde produtores de conteúdo apresentam os seus projetos diante de uma plateia composta por profissionais renomados com o conhecimento e a experiência para ajudar a desenvolver e comercializá-los.    

No caso da música, 18 artistas e bandas, de diferentes gêneros musicais e trajetórias, ganham a oportunidade única de tocar suas canções diante de uma comissão formada por 18 nomes estratégicos e influentes do segmento. O grupo reúne programadores de rádio e TV, produtores, jornalistas, curadores de festivais, além de executivos do mercado fonográfico e do show business, todos em posições estratégicas para impulsionar as carreiras dos contemplados. 

Composta por nomes de diversas partes do país, a comissão desta edição traz Ana Garcia (Coquetel Molotov, Recife); André Noblat (Coma, Brasília); André Brasileiro (Festival FIG, Garanhuns); Luciana Simões (BR135, São Luis do Maranhão); Pedro Seiler (Queremos, Rio de Janeiro); Carol Morena (Radioca, Salvador); Ana Morena (Festival do Sol, Natal); Gabriel Andrade (Coala, São Paulo); Renne Chalu (Se Rasgum, Belém); Ana Laura Guedes Diaz (Magnólia, Chapecó); Hernan Halak (Festival Mucho, São Paulo); Morrodália (Paulo Zé Barcelos, São Francisco do Sul, RS); Eduardo Leite (Rádio Alpha); Alexandre Hovoruski (Brasil Mix/Paradiso); Luciano Gomes (Rádio Nova Brasil); Renata Mader (Altafonte); Pedro Kurtz (Deezer); Gabriel Lupi (Amazon Music) e Tony Aiex (Tenho Mais Discos que Amigos).

A seleção dos artistas do PitchingShow foi realizada por uma banca comandada pelo produtor e compositor Zé Ricardo, curador de música do Rio2C, mediante inscrição gratuita no site do evento. Os pocket shows, com duração de 30 minutos cada, são realizados em um palco aparelhado com equipamentos de som e luz de alta qualidade, dentro de uma sala privada.

As atrações escolhidas desta edição, assim como a comissão convidada para assisti-las, provém de cidades e estados de norte a sul do país: Juliana Linhares (Rio Grande do Norte); Anna Lu (São Paulo); Madayati (Curitiba); Thalia Abdon (São Paulo); Maraia Takai (Pernambuco); Cinco Nós (Espirito Santo); 2de1 (Santos); Victor Mus (Rio de Janeiro); Drenna (Rio de Janeiro); LX_Trocen (Rio de Janeiro); Renegado (Minas Gerais); Black Pantera (Minas Gerais); Bivolt (São Paulo); El Pavuna (Rio de Janeiro); Liége (Amazonas); Amanda Magalhães (Rio de Janeiro); China (Pernambuco); Pedro Mahal (Rio de Janeiro).

A FESTIVALIA

No fim de semana, o Rio2C abre suas portas para o grande público com uma série de atrações. A programação, batizada de Festivalia, inclui experiência de realidade virtual, palestras, bate-papos, oficinas com profissionais da indústria criativa e encontros nos bastidores dos fãs com seus ídolos, além de um amplo cardápio gastronômico nos food trucks espalhados pelo evento.

A edição deste ano é apresentada pela Petrobras e tem patrocínio do Banco do Brasil.

Quer saber mais? Não deixe de seguir o ADNEWS nas redes sociais e fique por dentro de tudo!

Post anterior
Fernanda Gentil planeja voltar aos esportes para não "ficar parada"

Fernanda Gentil planeja voltar aos esportes para não “ficar parada”

Próximo post

5 séries baseadas em histórias reais para ver no streaming

Posts Relacionados