Mac Studio para games: tudo o que você precisa saber

Existe muita expectativa em torno do mais recente Mini PC da Apple, o Mac Studio, que promete ser um ótimo recurso para os gamers. Mas o quanto destas promessas são realmente palpáveis?

Aqui, vamos analisar a fundo o Mac Studio e o quanto ele é realmente bom em termos de desempenho para games.

O que o Mac Studio promete

O Mac Studio, da Apple, promete entregar ótimo desempenho em um equipamento compacto capaz de se sobressair em relação a aparelhos concorrentes.

Apesar de pequeno, as configurações internas parecem poderosas o bastante para rodar os principais títulos do mercado com ótima performance.

Oficialmente anunciado durante um evento da Apple em 8 de março, diz-se que o aparelho é capaz de ultrapassar a maioria de seus dispositivos mais avançados com ampla vantagem.

A Apple afirma que o Mac Studio possui o “processador mais poderoso em um computador pessoal”, capaz de oferecer o melhor desempenho.

Tudo isto é bastante atrativo para entusiastas do mundo dos games e as configurações realmente são promissoras. Mas é preciso levar em conta uma série de variáveis.

Afinal, o Mac Studio é capaz de superar concorrentes de peso em termos de especificações e desempenho?

Configurações e especificações

Com um processador M1 Max Chip (uma CPU de dez núcleos) que conta com uma GPU integrada (de 24 núcleos), o Mac Studio suporta largura de banda de um máximo de 400gb/s.

Os compradores têm a opção de escolher uma versão ainda mais poderosa, que conta com o processador M1 Ultra, com 20 núcleos (em comparação aos 10 núcleos da versão padrão) e largura de banda de memória de 800gb/s.

Para fins de comparação, a maioria dos computadores são equipados com processador Intel Core i9, que conta com 16 núcleos e largura de banda de memória de um máximo de 76.8gb/s.

Isto impacta diretamente a quantidade de processamento e de capacidade de executar tarefas simultâneas, além da quantidade de dados que podem ser lidos e processados em determinado momento. Então, o Mac Studio tem maior desempenho em relação a processos simultâneos, o que se traduz em melhor desempenho.

Comparativos

A Apple afirma que o M1 Max Chip apresentou desempenho similar ao de um setup equipado com um Intel Core i9 e uma GPU RTX 3060 TI, com apenas 1/3 do consumo de energia observado pela configuração concorrente.

Em outros testes, o M1 Ultra ultrapassou uma BFGPU da Nvidia em seus picos de desempenho. Ao que tudo indica, o Mac Studio realmente possui maior desempenho em relação aos principais concorrentes.

Tudo isto parece bem promissor, mas é preciso considerar cenários reais e, neles, as coisas não são tão simples assim. Afinal, há fatores adicionais em jogo.

Fatores adicionais

Dado que algumas GPUs dedicadas vêm com seus próprios sistemas de energia e resfriamento que operam de forma independente do processador, elas possuem mais capacidade de atingir picos de performance.

Isto gera percepções de diferença de desempenho em comparação com o Mac Studio, com processamento gráfico, processamento de energia e resfriamento em um único chip. No fim das contas, um processador mais poderoso pode não significar necessariamente melhor desempenho em termos gerais, principalmente para jogos.

Além disso, muitos jogos rodam melhor em configurações com GPUs dedicadas e sistemas operacionais como Windows. A quantidade de títulos compatíveis com sistemas macOS é menor em comparação com outros sistemas.

Isto faz com que Mac Studio tenha que depender de programas como Noite Camp para rodar games que não possuem compatibilidade nativa com o macOS, o que é o caso dos títulos mais recentes.

Apesar de ser superior aos modelos Mac prévios e melhor que certos concorrentes, o Mac Studio não oferece aos consumidores a garantia de que seus principais títulos poderão ser executados.

Vale a pena comprar?

Em termos de configurações, definitivamente o Mac Studio possui as especificações mais robustas em termos de hardware. Então, é uma boa aquisição em se tratando de equipamento e potencial.

Mas, em termos de software, o aparelho pode não ser exatamente a melhor opção. Afinal, o sistema operacional não oferece compatibilidade com grande parte dos principais títulos. Logo, a maior capacidade de processamento não pode ser efetivamente usada no fim das contas.

Por valores equivalentes ao do Mac Studio, é viável montar um setup com gráficos dedicados e sistema Windows. Há opções mais viáveis em termos de compatibilidade e preço disponíveis no mercado.

Comprar o Mac Studio é algo que fica a critério dos consumidores. É interessante pesquisar por reviews práticos de comparação de desempenho e análise real de performance do Mac Studio em comparação com outros setups antes de fazer a compra.

Conclusões do Mac Studio

A Apple definitivamente deseja abranger mais o nicho dos gamers, um público que consome bastante e é cada vez mais determinante nas escolhas e definições das grandes empresas de hardware, até mesmo para dispositivos móveis.

Isto leva ao desenvolvimento de produtos como o Mac Studio e chips como o M1 Max, com gráficos integrados que, aliás, já são uma tendência em crescimento e que pode ser observada nos processadores mais atuais da AMD e da Intel, por exemplo.

Entretanto, em termos práticos, os aparelhos da Apple ainda não são a melhor opção para aproveitar o melhor dos games, mesmo que sejam mais robustos em termos de configurações em hardware.

Há modelos que oferecem mais possibilidade de aproveitamento de desempenho e que custam bem menos que o Mac Studio. Assim, mesmo que seu poder de processamento seja menor que o do Mac Studio, o custo-benefício é melhor em pontos práticos.

Com aparelhos mais em conta, gamers podem aproveitar melhor o que há de mais recente no mundo dos games. Afinal, não adianta ter muito potencial sem condições de efetivamente aproveitá-lo.

Outra boa dica é adquirir uma boa VPN. Há opções de VPN Mac, por exemplo. Elas permitem a aquisição de títulos mesmo que eles não estejam disponíveis no Brasil. Seja com um Mac Studio ou outro setup, uma VPN melhora e muito a experiência de jogo.

Post anterior

Sandra Bullock, Channing Tatum – e Brad Pitt – divertem em Cidade Perdida

Próximo post
Jason Momoa pode estrelar filme de Minecraft

Jason Momoa pode estrelar filme de Minecraft

Posts Relacionados