Skip to main content

Atenção, criadores de conteúdo! Estão cansados de perder o áudio de seus vídeos no YouTube por causa de direitos autorais? Chegou a solução! O YouTube está se preparando para lançar a ferramenta “Apagar Música”, que permite remover apenas as músicas protegidas por direitos autorais dos vídeo, enquanto mantém outros áudios como conversas e sons ambientes.

A opção será uma alternativa às duas antigas soluções da plataforma para esse problema, que forçavam o criador de conteúdo a cortar o trecho da música ou substituí-la por outra da biblioteca do YouTube. Agora, o usuário pode resgatar o próprio vídeo completo e monetizar ele, caso atenda aos requisitos.

A nova função utiliza inteligência artificial para detectar e remover a música protegida com precisão, mesmo que esteja misturada com outros sons. Vale destacar que caso a música seja muito complexa ou tenha um áudio de má qualidade, ela pode não ser removida completamente. Para utilizar a opção, que estará disponível nas próximas semanas, basta acessar o YouTube Studio e procurar nas configurações do vídeo.

Se o problema for com outros direitos autorais, como imagens ou trechos de outros vídeos, a ferramenta “Apagar Música” não resolverá a questão. Nesses casos, o usuário ainda terá que cortar o trecho ou recorrer a outras soluções.

Além disso, o YouTube também está testando outras funcionalidades para ajudar os criadores de conteúdo a lidar com direitos autorais, como a identificação de músicas, avisando se o vídeo contém músicas protegidas por direitos autorais antes que o criador de conteúdo publique ele, e o licenciamento de músicas, facilitando a compra de licenças para músicas que os usuários queiram usar nos seus vídeos.

Com essas novidades, o YouTube espera ajudar os criadores de conteúdo a compartilharem seus vídeos com mais liberdade, sem receio de serem bloqueados por direitos autorais. Essas ferramentas do YouTube Studio estão sendo lançadas gradualmente para todos os usuários e para saber se a elas já estão disponíveis para você, basta acessar o Studio.

 

*Com informações do Olhar Digital

Acompanhe o ADNews no Instagram e LinkedIn.
#ADDSomethingNew #ADNewsOficial #ADGroupBR