Alibaba

Alibaba é multado em US$ 2,8 bilhões e ações disparam

A gigante chinesa de tecnologia, dona do Aliexpress, Alibaba, informou que aceita a multa recorde imposta pelo regulador antimonopólio do país

A China ordenou que o Alibaba pague uma multa recorde de 18,2 bilhões de yuans (US$ 2,8 bilhões), após investigações apontarem que a empresa está se comportando como um monopólio. A multa é equivalente a R$ 15,8 bilhões e representa 4% das vendas do Alibaba na China em 2019.

No último sábado, a gigante da tecnologia informou que a Administração Estatal de Regulamentação do Mercado impôs a pena após uma investigação antitruste sobre os “acordos de negociação exclusiva” do Alibaba (BABA). Pois, a empresa teria impedido os comerciantes de vender produtos em plataformas de comércio eletrônico rivais.

Esta punição é consequência da postura do presidente Xi Jinping, visto que tal repressão regulatória é uma das principais prioridades do país para neste ano. Além disso, no mês passado, Xi instou as autoridades a intensificarem seus esforços para regulamentar online empresas para manter a estabilidade social.

Foto: Getty Images

Co-fundada pelo empresário Jack Ma, a Alibaba é uma das empresas privadas mais bem-sucedidas da China. Com essa punição recorde, os reguladores chineses demonstram a intenção de controlar as maiores empresas do país.

Vale lembrar, que Ma tem evitado aparições públicas desde que o Ant Group (dono do aplicativo de pagamentos digitais altamente popular Alipay), afiliado do Alibaba, foi forçado a arquivar o que teria sido o maior IPO do mundo em novembro, depois de criticar os reguladores chineses. Desde então, Ma realizou somente uma aparição pública em um vídeo em janeiro. Enquanto, o Ant Group, recebeu ordens para reformular seus negócios.

Alibaba

Neste último sábado, 10, através de uma carta aberta, o Alibaba disse que a empresa cooperou com a investigação e aceitou a penalidade.

“O Alibaba não teria alcançado nosso crescimento sem uma regulamentação e serviços governamentais sólidos, e a supervisão crítica, tolerância e apoio de todos os nossos constituintes foram cruciais para nosso desenvolvimento. “Não nos esquece que a sociedade atual tem novas expectativas para as empresas de plataforma, pois devemos assumir mais responsabilidades como parte do desenvolvimento econômico e social do país”. Acrescentou.

Ações do Alibaba dispararam

Logo após o anúncio da multa de US $ 2,8 bilhões, na sexta-feira, o preço das ações do Alibaba disparou mais de 8%. Visto que, os investidores acreditaram que isso sinalizou o fim das investigações.

Porém, os reguladores chineses estão dispostos a adotar uma postura mais dura com os negócios de tecnologia. Em outras palavras, novas investigações podem impor multas ainda maiores para a dona do Aliexpress, visto que o setor da tecnologia não para de crescer.

Além disso, somente no mês passado, a Administração Estatal de Regulamentação do Mercado da China (SAMR), multou 12 empresas em 10 negócios que violaram as regras antimonopólio. Entre as empresas, estão gigantes multinacionais da tecnologia, como Tencent, Baidu e Didi Chuxing.

Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
O Banco Central autoriza pagamentos pelo Whatsapp. Veja tudo o que precisa saber.

O Banco Central autoriza pagamentos pelo Whatsapp. Veja tudo o que precisa saber.

Próximo post
Casa MinD

Casa MinD anuncia campanha de Outono com diversas novidades

Posts Relacionados

Por favor, desabilitar Adblock para visualizar conteúdo do site.