Getty publicidade

Apenas 43% das brasileiras se sentem representadas na publicidade

Kedyna Fernanda
Pesquisa da Getty Images diz que 43% das mulheres brasileiras disseram que estão bem representadas na publicidade, a marca se uniu a Dove e Girlgaze para incentivar o uso de fotografias mais autênticas e inclusivas de mulheres

Em uma pesquisa realizada para Getty Images Visual GPS, apenas 43% das mulheres brasileiras disseram que estão bem representadas na publicidade e apenas 23% se consideram bem representadas nas comunicações das empresas que fazem negócios.

Além disso, das mulheres que relataram se sentir discriminadas, 64% delas afirmaram que é por causa do corpo, forma física ou tamanho e 37% relataram discriminação por causa de como se parecem, se vestem ou se apresentam.

Projeto #ShowUs

Hoje, dois anos após o lançamento do Projeto #ShowUs, Getty Images, Dove e Girlgaze revelam o impacto de sua parceria, com a pesquisa e download de dados da Getty Images sinalizando que a indústria de publicidade está se movendo em direção a fotografias mais autênticas e inclusivas de mulheres.

No entanto, os dados da plataforma de insights da Getty Images, Visual GPS, sugerem que ainda há mais trabalho a ser feito por agências e marcas para representar as mulheres através das diferentes interseções de idade, etnia, habilidade, forma e tamanho do corpo, expressão de gênero, orientação sexual e crenças religiosas em toda a sua diversidade.

No lançamento, a ambição do projeto era a união para acabar com a definição restrita de beleza consistentemente retratada em todo o mundo, estabelecendo um novo padrão para a representação autêntica, diversa e inclusiva de mulheres e indivíduos não-binários em todo o mundo.

Realizada inteiramente por mulheres, fotógrafas e videógrafas de identificação feminina e não binários, cada indivíduo apresentado na coleção articulou pessoalmente suas próprias descrições de pesquisa e tags para suas imagens, permitindo-lhes definir como querem ser descritos, em sua própria língua, no seus próprios termos, garantindo que se sintam representados de forma realista.

O impacto do Projeto #ShowUs até agora

  • As imagens da biblioteca de imagens do Projeto #ShowUs foram baixadas mais de 42.000 vezes por quase 4.900 empresas em todo o mundo.
  • Mais de 200 fotógrafos de identificação feminina e não binários em 41 países contribuíram para a coleção – incluindo 85 novos criadores de conteúdo, agora incluindo videógrafos, desde o lançamento.
  • Mais de 85.000 mulheres e indivíduos não-binários demonstraram interesse em participar do #ShowUs, com quase 4.000 se inscrevendo para levantar as mãos para a campanha e aparecer na biblioteca.
  • Após o lançamento da coleção, as pesquisas globais de clientes em gettyimages.com aumentaram para ‘mulher real’ (até 150%), ‘beleza natural’ (mais de 100%) e ‘corpo positivo’ (mais de 470%) enquanto novos termos de pesquisa apareceram como ‘sem retoques’ e ‘mulher autêntica’.

Ainda é um caminho longo a percorrer para agências e marcas e ainda há muito trabalho a ser feito, como revela a pesquisa da Getty.

Vencedores da última bolsa #ShowUs são revelados quando a próxima bolsa abre inscrições.

Como uma extensão do projeto, o Getty Images #ShowUs Grant foi lançado em 2020 para fornecer apoio financeiro e de mentoria a mulheres, fotógrafas comerciais e cinegrafistas de identificação feminina e não binários de todo o mundo que estão usando seus talentos para criar histórias visuais inclusivas de forma autêntica representando mulheres, indivíduos com identificação feminina e não binários.

A bolsa mais recente concedeu valores de US $ 5.000 para artistas emergentes que foram convidados a se inscrever contra o briefing de criação de histórias visuais inclusivas sobre o tema ‘Relações femininas’. Os vencedores são:

  • Stephanie Bell, uma produtora de mídia, cineasta e escritora moradora de Los Angeles que visa inspirar, capacitar e elevar as mulheres por meio de conceitos criativos e contação de histórias. O projeto vencedor de Stephanie se concentra em documentar a importância das lojas e salões de beleza de propriedade de negros em Los Angeles.
  • Nwando Ebeledike é um fotógrafo documental nigeriano residente em Londres que é inspirado pela alteridade/realidades alternativas, encontrando várias formas de vida e fundindo essas várias realidades para obter uma melhor compreensão da vida. O projeto vencedor de Nwando se concentra em contar histórias da comunidade queer na Nigéria, onde a realidade de uma pessoa pode ser tanto um tabu quanto punível por lei.

Stephanie Bell disse sobre ganhar a bolsa: “Ganhar esta bolsa me motiva a contar as histórias pelas quais sou apaixonada. Como artista, às vezes é fácil me enganar e pensar que não vale a pena perseguir minhas ideias, mas receber reconhecimento como este fornece a confirmação de que histórias sub-representadas são importantes e meu trabalho será apoiado apesar de minhas inseguranças. Este subsídio ajudará a promover meu trabalho criativo, alocando os fundos que preciso para comprar o equipamento necessário e me permitir investir na ajuda dos criativos em minha comunidade. ”

Getty Images, Dove e Girlgaze estão agora convocando artistas emergentes para se inscreverem para a próxima edição, que concederá duas bolsas de US$ 5.000 para mulheres, indivíduos que se identificam como mulheres e não binários que se inscrevam seguindo o ideal de representar a liderança feminina e não-binária em todas as suas formas – este pode ser filha mãe líder/professora, amiga guiando amiga ou mulheres e indivíduos não-binários em ambientes de liderança profissional. A bolsa termina às 23:59 EST, 29 de abril. Para obter mais informações sobre como participar, visite https://grants.gettyimages.com/.

A Dra. Rebecca Swift, Chefe Global de Insights Criativos da Getty Images, comenta: “Na Getty Images, entendemos o poder que as imagens podem ter em moldar e quebrar estereótipos e inspirar mudanças, portanto, ver os resultados de #ShowUs há apenas dois anos é incrivelmente recompensador. No entanto, as mulheres em todo o mundo estão nos dizendo que ainda não se veem representadas nas comunicações visuais. Todos os responsáveis pela escolha ou comissionamento do conteúdo precisam se aprofundar. De nossa parte, a  #ShowUs é uma das maneiras pelas quais apoiamos significativamente a promoção da diversidade de gênero na fotografia criativa e elevamos o trabalho e as vozes de fotógrafos que se identificam como mulheres e não binários”.

Sophie Van Ettinger, vice-presidente global da Dove, comenta: “O Projeto #ShowUs é uma colaboração ambiciosa entre parceiros que desejam mudar a representação das mulheres em todo o mundo. Dois anos após o lançamento, estou orgulhosa de ver o impacto que #ShowUs está tendo na indústria. O crescimento do banco e a bolsa #ShowUs continuam a levar a conversa adiante, mas sempre há mais que pode ser feito. Como uma marca acionista, a Dove continuará a desafiar a indústria e pedir à mídia e aos anunciantes que considerem as imagens que estão usando e o impacto comprovado que têm sobre como as mulheres se sentem”.

Como se envolver

Mídia e anunciantes – cabe a todos nós expandir a forma como somos retratados. Visualize, licencie e use as fotos no Projeto #ShowUs para seu próximo projeto ou campanha em GettyImages.com/ShowUs. Cada imagem licenciada apoiará as fotógrafas do futuro e aumentará ainda mais a biblioteca de fotos, para que toda a mídia e anunciantes possam refletir as experiências autênticas de mulheres em todo o mundo.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
Madero

Madero inova e lança ovos de páscoa em edição limitada

Próximo post
Unidade da McCann Worldgroup, torna-se MRM Brasil

Unidade da McCann Worldgroup, torna-se MRM Brasil

Posts Relacionados

Por favor, desabilitar Adblock para visualizar conteúdo do site.