Você sabia que um dos gases mais poluentes e agravantes para o fenômeno do efeito estufa, atualmente, é o metano presente nos gases de vacas e bois? Pois é, de acordo com a ONU, a criação e produção de gados são responsáveis por cerca de 14,5% das emissões presentes no globo, em relação ao efeito estufa. E se levantarmos a quantidade de vacas no mundo, o número chega a 1,3 bilhão, e é possível dizer que a quantidade de gás metano gerado durante a digestão dos animais é muito próxima a todo o sistema de transporte global, o qual corresponde a 23% do fenômeno do aquecimento. 
 
E é por isso que o Burger King planejou uma nova forma de contribuir com o meio ambiente e realizou uma pesquisa com os cientistas Octavio Castelan, PhD da Universidade Autônoma do Estado do México, e Ermias Kebreab, Phd da Universidade de Davis, na Califórnia. O estudo mostra como reduzir o impacto no meio ambiente gerado pelo gado e mostra que apenas com uma pequena mudança na alimentação de vacas e bois, criados em confinamento, podem reverter os números preocupantes, e de maneira surpreendente. Octavio e Ermias consideraram a adição de 100g capim-limão à dieta dos bichos que pode auxiliar e reduzir em 33% das emissões diárias do gás Metano. 
 
Para quem não sabe, existe dois tipos de capim-limão, e esse detalhe é muito importante para os criadores de gado. Atente-se! Seus nomes científicos são: ‘Cymbopogon citratus’ e ‘Cymbopogon martini’, e a melhor alternativa para a redução dos gases durante a digestão é o ‘Cymbopogon citratus’. E não se preocupe, pois não é uma erva difícil de se encontrar, pois cresce em todo o mundo em lugares tropicais, sub-tropicais e mediterrâneo. 
 
A pesquisa anunciada terá seus resultados abertos e públicos, portanto, os resultados de Estados Unidos e México também serão divulgados. Aqui no Brasil, o Burger King se aliou a JBS, uma das líderes globais da indústria de alimentos, e a partir do segundo semestre, iniciará o processo da nova dieta para mais de 85 vacas e bois criadas pela empresa para observar os resultados locais. O material completo pode ser acessado aqui.
 
“Gostaria de convidar toda a indústria de alimentação, incluindo nossos concorrentes, a testar o que fizemos. Acredito que todos ficarão surpresos com os resultados e, quanto mais pessoas se juntarem a nós, maior será o impacto positivo que podemos gerar no mundo”, afirma Fernando Machado, CMO da RBI.
 
A partir de hoje e apenas nos Estados Unidos e em restaurantes de Miami, NY, Austin, Portland e Los Angeles, consumidores poderão provar o famoso WHOPPER feito com carne proveniente de vacas e bois que emitem menos metano.
 
O Burger King também lançou um vídeo educacional sobre este assunto, com a direção de Michel Gondry, vencedor do Oscar, e apresentado por Mason Ramsey, fenômeno da cena country americana. Assista acima no destaque da matéria!