A preocupação das pessoas em relação a alimentação cresce cada vez mais, o uso de conservantes e agrotóxicos nos alimentos faz com que inúmeras atitudes positivas sejam tomadas para que ninguém tenha a saúde prejudicada. Este assunto no Brasil já é antigo, mas ainda é preciso ser abordado já que o país é o 4º colocado no ranking global de alimentação saudável e cerca de 22% da população brasileira prefere alimentos naturais e sem conservantes. Legal, né? 🙂 

Por isso, o Burger King anunciou hoje uma novidade para mudar a categoria fast-food no Brasil! Você conhece o Whopper? É, pois é, o lanche mais conhecido do BK agora está livre de conservantes de origem artificial em sua composição! 

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Comida de verdade é mais gostosa. Exatamente como ela é. Por isso, tiramos todos os conservantes de origem artificial do Whopper. A partir de agora, o Whopper não tem nada além do Whopper. #BKAcessível #PraCegoVer O vídeo começa com um Whopper volta para a cena no fundo preto com o texto “Whopper Dia 1” no canto inferior direito. O tempo de vídeo vai passando e o Whopper vai murchando. A câmera foca no hambúrguer apodrecendo e alface envelhecendo. O Whopper apodrece completamente e no canto inferior direito aparece o texto “Whopper Após 34 Dias”. O vídeo encerra com um fundo preto e o texto “Whopper. A beleza de não ter conservantes de origem artificial” e na sequência da logo do Burger King.

Uma publicação compartilhada por @ burgerkingbrasil em

 

Após intensas pesquisas, os responsáveis pelo famoso lanche decidiram fazer uma readequação. O processo para tornar essa iniciativa real inclui grandes transformações na cadeia produtiva, que impactam todos os fornecedores, logística e até o tempo de validade dos produtos – em um passo inédito no mercado de fast-food nacional. Atualmente, 70% do cardápio do BK já é livre de ingredientes de origem artificial. A expectativa é de que, até o final de 2021, 100% do portfólio seja feito somente a partir de fontes naturais. 

A partir do lançamento, o Burger King provoca toda a indústria a repensar sua forma de ofertar os produtos desse mercado, afinal, para o BK, fast-food não é sinônimo de trash-food.

Como em todo processo de inovação nos deparamos com desafios de alta complexidade, mas se por um lado tomou tempo e esforço, por outro sabemos que o caminho estará aberto para que outras empresas se juntem a nós nessa mudança em prol de um bem maior”, explica Ariel Grunkraut, vice-presidente de Marketing e Vendas do Burger King no Brasil.

Para contar essa excelente notícia aos fãs do whopper e do Burger King, a marca lançou a campanha ‘Moldy Whopper’, traduzido para ‘Whopper Mofado’, que foi destaque nos Estados Unidos ao mostrar o processo de decomposição do lanche durante 34 dias. O filme foi idealizado pelas agências Ingo, DAVID Miami e a Publicis e vem com o objetivo de mostrar para os consumidores um alimento que é passível de deterioração natural, consequência da ação de microrganismos presentes em todos os alimentos reais e que não contam com conservantes de origem artificial em sua formulação.

Além disso, a campanha passou por uma tropicalização, desenvolvida pela DAVID São Paulo, após pesquisa com consumidores brasileiros. Como destaque, foi utilizada uma trilha adaptada da música “Tudo Passa”, de Nelson Ned.