Há nove anos, a Casa Tpm, projeto multiplataforma que nasceu a partir do DNA da revista Tpm reflete sobre os temas do universo feminino com profundidade e irreverência. O exercício de um olhar mais inteligente sobre as mulheres e os assuntos que as cercam, resultou na criação da extensão materializada dos pilares da marca num evento gratuito de dois dias, que tem como objetivo debater, celebrar e trocar ideias sobre as questões mais inquietantes do feminino hoje.

Parte do calendário de São Paulo desde 2012, a Casa Tpm costuma levar, durante um fim de semana mais de 4 mil pessoas a um tradicional casarão da cidade para intensos debates, entrevistas, talks e shows. No entanto, a atual situação global gerou o desafio de transformar um evento consolidado em uma plataforma digital amplificada. O momento de brusca mudança que estamos vivendo torna inevitável uma checagem do que é essencial para cada um de nós. E esse olhar para dentro nos mostra que a nossa casa não só independe de tijolos como também será ainda melhor ao permitir que as ideias que circulam pela Casa Tpm cheguem ainda mais longe e façam conexões antes impossíveis.

A diretora de negócios, projetos especiais e eventos da Trip e Tpm, Ana Paula Wehba, fala sobre os desafios dessa transição do físico para o digital, e da importância em manter todas as experiências da Casa Tpm para a audiência. “Quando os eventos presenciais precisaram ser cancelados, sem previsão de volta, começamos a desenhar a transição do evento presencial para uma nova plataforma. Um projeto que continuasse conversando com uma audiência absolutamente plural, garantindo acesso fácil a um conteúdo original, promovendo encontros inéditos e relevantes. Criamos uma experiência que começa com ações de seeding e culmina com uma jornada de conteúdo numa casa linda, arejada, moderna e atemporal. É nos ambientes dessa casa digital que nossa audiência vai acessar uma agenda de conteúdos ao vivo e especialmente pensados para o projeto.”

O Tempo

O projeto (em) Casa Tpm 2020 se propõe a debater a nossa relação com o tempo. Preservando os encontros inéditos entre diferentes pontos de vista, o evento discute o quão necessário é protegermos o nosso tempo, de reconhecermos, de uma vez por todas, que é impossível dar conta de tudo. E o mais importante: que aprendamos a vivê-lo da maneira mais presente, intensa e verdadeira possível.

Sem barreiras físicas, a (em) Casa Tpm extrapola os limites de um único imóvel para chegar a milhões de casas em todo o mundo e se conectar a uma nova audiência.

Todos estão convidados a navegar livremente pelos ambientes e cômodos de uma casa inteiramente digital e interativa. Em cada espaço, uma programação exclusiva, com

conversas ao vivo, entrevistas, workshops, aulas, shows (live) e além de muitas surpresas.

A programação conta um mix de formatos, de conteúdos ao vivo a conteúdos curados exclusivamente para essa edição digital, que serão estrategicamente distribuídos pelos nossos espaços:

Jardim: Ficar em casa durante a quarentena deixou ainda mais clara a importância dos encontros com a natureza, o Sol e a vida lá fora. Vamos falar sobre a nossa relação com o meio ambiente, as novas conotações que esse contato ganhou nos últimos meses e como se abrir para o mundo e se conectar com tudo isso tem impactos significativos em todos os aspectos da nossa saúde e estilo de vida.

Cozinha: É na cozinha que preparamos o que qualquer encontro tem de melhor – boa comida e bebida, claro, além de laços de afeto e empatia. Em volta da mesa, pensamos em como alimentar todas as dimensões do humano.

Sala de banho: O cômodo que sempre foi sinônimo de privacidade e autocuidado ganhou ainda mais importância com todo mundo dentro de casa. Será o lugar para explorar a diferença entre solitude e solidão, autoindulgência e futilidade.

Quarto: O lugar onde acontecem as conexões mais íntimas – com os outros e conosco. Sonhos, sexo, a vulnerabilidade de quem dorme, a conversa e as reflexões de travesseiro.

Sala de estar: O lugar onde a Casa Tpm se conecta com o mundo. A sala é o lugar onde a gente encontra amigos, consome cultura, faz festa. Aqui, pessoas de universos diferentes se encontram para trocar experiências e sair da zona de conforto. É o ambiente onde maior parte da audiência vai se reunir, porque é onde estarão concentrados os conteúdos ao vivo.

Sótão: Espaço dedicado ao histórico da Casa Tpm, com conteúdo (vídeos, áudios, textos) disponíveis sobre edições anteriores da Casa Tpm.

A diretora de criação da Trip e Tpm, Rafaela Ranzani, também ressalta os desafios do projeto e conta como a estrutura da (em) Casa Tpm foi montada para receber as mais diversas pessoas e histórias. “Tem sido um grande desafio transformar uma experiência física e tão viva como é a Casa Tpm em uma experiência on-line/digital e preservar a surpresa, a presença, a leveza, o imaginário, o aconchego, as relações e reações. Essas e outras questões nos levaram a construir uma casa exclusiva, do projeto à escolha de cada acabamento e objetos de decoração com as arquitetas e ilustradoras Fernanda Zotovici e Rafaela Senna. Será Uma casa viva e aberta para todas e para todos os assuntos. Assim como nós estará sempre em construção, a partir das pessoas, conversas e histórias que passarem por ela. Uma casa descomplicada, ensolarada e aconchegante, um convite para o imaginário de cada uma de nós. Suas portas estarão sempre abertas, o acesso será livre, a todos os cômodos e ao jardim. Uma casa para curtir não apenas em um fim de semana, mas todos os dias. Para nós, já parece que ela faz parte do mundo real… quem sabe?!”.

Ativações das marcas

A potência do projeto (em) Casa Tpm dá voz para as marcas que apoiam e celebram as mulheres e que querem construir um país mais justo e diverso junto com a Tpm. O projeto apresenta como as inúmeras e inegáveis conquistas femininas vêm transformando o cenário das relações humanas.

“As marcas permanecem tendo um protagonismo importante na Casa Tpm: do patrocínio de ambientes ao oferecimento de conteúdos especialmente pensados para cada marca, passando por uma curadoria precisa de histórias, temas e formatos inéditos. Criamos formatos de ativações digitais, sem deixar a experiência do público em segundo plano”, explica Ana Paula Wehba ao destacar o protagonismo das marcas também no ambiente digital.

As marcas podem estar presentes em um fim de semana de ótimas conversas, shows inéditos e emocionantes e workshops diretos e retos.

O projeto (em) Casa Tpm conta com o patrocínio de Buscofem, o apoio de TruckVan e Update or Die e realização Trip.