Elon Musk sugere demissões em reunião com funcionários do Twitter

Elon Musk sugere demissões em reunião com funcionários do Twitter

O multibilionário Elon Musk, em uma reunião com funcionários do Twitter, sugeriu cortes de empregos em potencial se sua oferta de aquisição de US$ 44 bilhões pela empresa de mídia social for bem-sucedida

Elon Musk, em reunião com funcionários do Twitter abordou tópicos como trabalho remoto, liberdade de expressão e potencial vida extraterrestre. O bilionário estava conversando com a equipe pela primeira vez desde o lançamento de sua oferta pela empresa em abril.

Ele disse que pode desistir do acordo se não receber dados sobre contas falsas. Em uma ampla videochamada com funcionários do Twitter na quinta-feira, Musk disse que as demissões no Twitter dependeriam da situação financeira da empresa. Segundo ele, “A empresa precisa ficar saudável. Neste momento os custos superam a receita“.

No entanto, Musk acrescentou: “Qualquer um que seja… um contribuinte significativo não deve ter nada com que se preocupar“. Ele também afirmou sua preferência por trabalhar no escritório, a menos que “alguém seja excepcional”.

Ainda assim, ele não forneceu uma atualização sobre as discussões de aquisição e os funcionários do Twitter usaram um canal de comunicação interno para expressar sua decepção com suas opiniões sobre o negócio e a remuneração dos funcionários.

Musk, que é o chefe da fabricante de veículos elétricos Tesla e da empresa de foguetes SpaceX, também discutiu a possibilidade de vida além da Terra, embora tenha dito que não viu “evidências reais de alienígenas”.

Podemos viajar para outros sistemas estelares e ver se existem civilizações alienígenas?” ele perguntou, acrescentando que a plataforma pode ajudar “a civilização e a consciência“.

Separadamente, um grupo de funcionários da SpaceX – onde Musk é presidente-executivo – chamou Musk de “fonte frequente de distração e constrangimento” em uma carta interna aos executivos da empresa na quinta-feira.

Enquanto isso, ele também foi processado em US$ 258 bilhões (£ 209 bilhões) no final do dia por um investidor na criptomoeda Dogecoin, que o acusou de executar um esquema de pirâmide para aumentar seu preço.

A queixa apresentada em Nova York alega que Musk “usou seu pedestal como o homem mais rico do mundo para operar e manipular o Esquema da Pirâmide Dogecoin para lucro, exposição e diversão”.

No início deste mês, Musk ameaçou desistir da oferta pública de aquisição e acusou o Twitter de “frustrar” seus pedidos para saber mais sobre sua base de usuários. Em uma carta enviada aos reguladores, ele disse que tinha o direito de fazer sua própria medição de contas de spam.

A carta formalizou uma disputa que durou semanas depois que ele declarou que o acordo estava “em espera” pendente de mais informações. As ações da empresa estavam em US$ 37,36 cada no final do pregão de Nova York na quinta-feira, bem abaixo do preço de oferta de Musk de US$ 54,20.

Essa matéria é uma tradução da escrita para o site BBC News.

Quer saber mais? Não deixe de seguir o ADNEWS nas redes sociais e fique por dentro de tudo!

Post anterior
Guy Ritchie será o diretor da versão live action de Hércules

Guy Ritchie será o diretor da versão live action de Hércules

Próximo post
Os melhores jogos clássicos da PlayStation Plus Premium

Os melhores jogos clássicos da PlayStation Plus Premium

Posts Relacionados