eSports: conheça a rotina de um gamer e o estado da sua saúde mental de acordo com o gerente de marketing de influenciadores e diretor de saúde e bem-estar da HyperX, Dustin Illingworth

eSports: conheça a rotina de um gamer e o estado da sua saúde mental

Os esportes eletrônicos têm alcançado proporções incríveis em todo o globo, e cada vez mais pessoas se dedicam a se tornar jogadores profissionais. E, assim como nos esportes tradicionais, é necessário que os pro-players tomem cuidados, tanto com a saúde física quanto com a mental. De acordo com o gerente de marketing de influenciadores e diretor de saúde e bem-estar da HyperX, Dustin Illingworth, há várias peculiaridades na rotina dos pro-players para que eles possam estar com a saúde em dia e, assim, entregar o máximo de desempenho nos treinamentos e jogos.

“A importância de trabalhar a saúde mental dos atletas é tão grande que as organizações de eSports costumam investir bastante e até priorizar o acompanhamento psicológico, para que assim os jogadores deixem os problemas pessoais de lado e se concentrem totalmente nas competições”, afirmou Illingworth. Ao ser questionado sobre quais medidas a HyperX adota para garantir a saúde mental e o bem estar dos jogadores comuns, Illingworth afirmou que cada produto lançado pela empresa é testado exaustivamente antes de ir para o mercado, com o foco principalmente em garantir o conforto do usuário.

Ainda falando sobre os gamers casuais, o executivo acredita que os jogos são uma excelente alternativa para se manter em contato com os amigos, onde os usuários podem relaxar nas horas vagas, ou até mesmo se distrair sozinhos jogando no modo single player. Por isso, os cassinos online que aceitam skrill são uma das melhores plataformas para a jogatina online, onde o usuário encontra uma grande diversidade de títulos e a chance de enfrentar um verdadeiro desafio, seja em partidas de poker, blackjack ou outras modalidades.

 Ansiedade x Cabeça Fria

O pro-player de League of Legends e jogador da Netshoes Miners, Matheus “Drop” Herdy, diz que trabalhar com os esportes eletrônicos é muito cansativo, principalmente quando é época de competição. De acordo com Drop, a pressão sobre os jogadores que representam um time é enorme, já que milhares de pessoas o estão assistindo, esperando por uma performance de alto nível. Ademais, ele ainda afirma que a maior pressão vem do próprio pro-player, e que se a pessoa não tiver um psicológico preparado, pode começar a desenvolver crises de ansiedade.

Drop ainda afirma que é bastante comum ter ansiedade até certo ponto nos eSports. Já que em certas ocasiões o jogador não se sente confiante o suficiente de que irá performar bem – com isso, há alguns picos de stress associados com pequenos gatilhos, que podem ser desde a pressão do público, ao não cumprimento de uma meta estipulada. Segundo o pro-player, é relativamente raro que empresas do setor tenham algum tipo de iniciativa em relação à saúde mental dos atletas no geral, principalmente aquelas que não fazem parte do cenário competitivo.

Ao ser perguntado se ele já havia presenciado alguma situação em que um cyber atleta precisava de ajuda psicológica, Drop afirmou que nos times profissionais é comum alguns jogadores e até mesmo membros da comissão técnica sucumbirem à pressão. E geralmente, quando isso acontece, eles são encaminhados a algum profissional especializado. Drops ainda apontou que a Netshoes Miners conta com três psicólogos durante o dia-a-dia da equipe, sendo cada um desses profissionais direcionados para uma modalidade de jogo que o time compete.

Os jogos fazem bem?

Para Illingworth, os jogos podem ser um grande aliado para manter a mente sã em períodos difíceis. “O design de um jogo, incluindo seus gráficos, animação, desenvolvimento de personagens, sons e paisagem, incorporam muitos dos elementos criativos de outras formas de arte e podem abrir outra porta para a expressão humana ou fuga da realidade, além de promover a regulação emocional, que é essencial nestes tempos desafiadores”, disse o executivo.

Porém, Illingworth ressalta que é importante ter controle próprio, não deixando que os jogos interfiram em suas tarefas diárias, desde os estudos, trabalho, relacionamento ou sono.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
next anuncia Tatá Werneck como nova embaixadora da marca

next anuncia Tatá Werneck como nova embaixadora da marca

Próximo post
PUBG Mobile Ptopia Design Project

PUBG Mobile lança concurso para criação de itens no jogo

Posts Relacionados

Por favor, desabilitar Adblock para visualizar conteúdo do site.