Facebook Austrália

Facebook X Austrália: entenda essa ‘novela’ de uma vez por todas

Bloqueia notícias de um lado, congela publicidade do outro, afinal, o que está acontecendo entre Austrália e os Estados Unidos?; entenda aqui

Pagar para circular notícias?

Na última quinta-feira (18), o Facebook tomou a drástica medida de bloquear o compartilhamento de notícias entre os usuários da rede social na Austrália. Isso aconteceu como uma resposta ao Código da Negociação para a Comunicação Social, uma proposta de lei anunciada pela Austrália.

No Código da Negociação para a Comunicação Social, o país alega que as Gigantes da Tecnologia (Google e Facebook) se aproveitam da distribuição de notícias pelos portais, uma vez que seus usuários consomem notícias, mas eles mesmos não produzem matérias. A ideia é taxar essas empresas pelo uso das notícias em suas plataformas.

Google fecha acordo com a Austrália

Enquanto o Facebook resiste e ataca a Austrália bloqueando os australianos de verem notícias na sua plataforma, a Google cedeu e fechou acordo com a Austrália, mesmo que em um primeiro momento a Google, maior conglomerado de mídia do mundo, tenha ameaçado sair do país.

A gigante da tecnologia assinou um acordo com a Seven West Media que fornecerá conteúdos para o agregador de notícias News Showcase. De acordo com a agência britânica, Reuters, a Google também tentou acordos com as agências australianas News Corp e Nine Entertainment, mas as negociações não seguiram adiante.

Governo Australiano congela publicidade no Facebook

Se a Google parece está se resolvendo com a Austrália, o Facebook, por sua vez, ganha mais dores de cabeça. Nesta segunda-feira (22), o ministro da Saúde da Austrália, Greg Hunt, decidiu parar de anunciar publicidades sobre vacinação no Facebook.

O país aplicava cerca de US$20 milhões em campanhas publicitárias sobre vacinação. De acordo com o ministro, a campanha continuará a ser realizada e vai usar todo o fundo destinado, mas não acontecerá mais no Facebook.

Novo acordoFacebook volta atrás e restaura as páginas de notícias

Depois de todos esses capítulos, essa grande novela parece está chegando ao fim. O governo australiano ofereceu emendas a proposta de lei, e depois de uma série de conversas entre Frydenberg e o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, no fim de semana, um acordo de concessão foi fechado.

Com as quatro emendas concedidas, acontece mudanças no mecanismo de arbitragem obrigatório usado quando os gigantes da tecnologia não conseguem chegar a um acordo com as editoras sobre o pagamento justo pela exibição de conteúdo de notícias. Com isso, o Facebook decidiu restaurar o acesso em sua plataforma às páginas de notícias australianas.

“Estamos satisfeitos que o governo australiano concordou com uma série de mudanças e garantias que atendem às nossas principais preocupações sobre permitir acordos comerciais que reconheçam o valor que nossa plataforma oferece aos editores em relação ao valor que recebemos deles”, disse o Facebook em um comunicado postado online.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
Gatorade

Gatorade ajuda torcedores de futebol a ter experiência com o FC Barcelona

Próximo post
Alexandre Barbieri assume o cargo de head de marketing digital na Gotcha

Gotcha tem novo head de marketing digital

Posts Relacionados

Por favor, desabilitar Adblock para visualizar conteúdo do site.