Mais um dia triste para o jornalismo brasileiro! Aos 45 anos, Rodrigo Rodrigues, apresentador do Troca de Passes, programa do canal SporTV, morreu nesta terça-feira, 28. Tudo começou a partir da segunda-feira, 13, quando Rodrigo foi diagnosticado com Covid-19 e, em seguida, por complicações, foi internado com trombose cerebral, no Hospital da Unimed, no Rio de Janeiro.

Foram duras semanas para o apresentador, amigos e família. Alguns de seus companheiros de trabalho realizaram homenagens e estavam na torcida enquanto Rodrigo estava em coma na UTI e passava por cirurgias. Alê Oliveira, um dos apresentadores do De Placa e que também trabalhou com Rodrigues, postou em seu Instagram uma mensagem de carinho e força. 

 

 

Sempre lembrado pelo seu humor e pelo bom trabalho realizado por onde passou, Rodrigo Rodrigues não deixou seu nome marcado apenas no jornalismo, mas também na música, outra enorme paixão e seu maior hobbie, desde muito novo. 

Rodrigo deixa um legado enorme e muito além dos estúdios de televisão por onde passou. Alguns amigos se emocionaram durante as transmissões e mostraram o quão profissional e humano era Rodrigo Rodrigues. Confira: 

André Rizek se emocionou durante o Seleção SporTV e conta que era impossível não gostar de Rodrigo Rodrigues. Veja o vídeo

Felipe Andreoli, também companheiro de Redação da Rede Globo, estava apresentando mais uma edição do SPTV, ao lado de César Tralli, segurou o choro e levou o violão que Rodrigo carregava para animar seus colegas de trabalho.

Ao final, Andreoli ainda encerrou o SPTV com duas palmas, em homenagem a Rodrigo, que finalizava suas edições do Globo Esporte, aos sábados, apagando as luzes inteligentes do estúdio com duas palmas.