Mundial de Free Fire 2021 Faz o L LOUD está na final

Mundial de Free Fire 2021: “Faz o L!” LOUD está na final

Após as classificatórias do Mundial de Free Fire 2021, desta sexta, a LOUD garantiu a classificação, e se juntou a Fluxo na final do domingo

A LOUD está na decisão do Free Fire Worlds Series 2021, o Mundial de Free Fire 2021. Com dois booyahs, a equipe, juntamente com a Fluxo, garantiu a classificação para a final em Singapura, no próximo domingo. A First Raiders Bravo, da Indonésia, foi a primeira colocada. Enquanto, a HQ Esports, do Vietnã, conquistou a última vaga. Por fim, os portugueses da VaiXourar, que têm o brasileiro PapaXs na equipe, ficaram com a sexta colocação.

Foto: Reprodução/LOUD

No próximo domingo, as equipes classificadas se juntarão as outras nove finalistas já confirmadas, para disputar seis quedas, seguindo o mesmo formato. Lembrando, que a competição tem US$ 2 milhões (R$ 10,53 milhões) em premiação, sendo US$ 500 mil (R$ 2,6 milhões) para o grande campeão do Mundial de Free Fire 2021.

LOUD justifica favoritismo

Colocada como uma das favoritas na abertura do Mundial, a equipe abriu a série com booyah em Bermuda. O elenco realizou um início avassalador, com doze abates, sendo oito de Cauã. Enquanto, na safe final, a batalha entre a LOUD e VX, que tem o brasileiro Franco PapaXs, terminou com vitória da LOUD, com 24 pontos no mapa inicial.

Queda de desempenho em Kalahari

Após um bom início em Bermuda, a LOUD não repetiu o desempenho em Kalahari. A equipe deu de cara com Attack All Around e começou cedo a trocação. Em seguida, NODA e Vinizx caíram e o time brasileiro concluiu a participação em quinto lugar. No final, a DEA, da Argélia, ficou com o booyah e sete abates na conta. Contudo, a LOUD seguiu na dianteira da tabela, com 32 pontos.

Purgatório tira LOUD da liderança

Após um início avassalador em Bermuda, a equipe caiu ainda mais de rendimento quando chegou no Purgatório. No início, Cauan7 eliminou Caramel, da Attack All Around, e seguiu com o squad completo até a safe final. Porém, o último combate foi vencido pela First Raiders Bravo. O time da Indonésia superou a desvantagem numérica no mapa e levou o booyah. O resultado tirou a LOUD da primeira colocação, com 52 pontos contra 47 dos brasileiros.

Bermuda conquistada pelos russos

Na volta para Bermuda, a LOUD também teve um bom início. Will e Vinizx garantiram as primeiras eliminações, mas a equipe gastou muitos itens de cura para sobreviver ao gás fora da safe. Dessa forma, acabaram perdendo três de uma vez e saíram da disputa na quinta colocação logo em seguida. No final, os russos da da Singularity.Invincible conseguiram o booyah.

Faz o L em Kalahari!

Chegando ao final da classificação, a LOUD venceu com maestria em Kalahari. A rodada começou com a Attack All Around mandando a God’s Plan para fora do mapa. LOUD se posicionou dentro de Santa Catarina e Cauan7 papou três kills de sniper. Na safe final, quatro brasileiros contra squad completo da HQ Esports (Vietnã). O segundo booyah da equipe veio com nove abates e dança no palco do mundial.

Booyah antes da hora no Purgatório

Por fim, na última queda, a LOUD logo de cara eliminou todo o squad da DEA, mas com a baixa de Will. Posteriormente, na safe decisiva, o Brasil entrou apenas com Cauan7 e caiu na quarta colocação. Enquanto na safe final, a HQ ESPORTS chegou a comemorar o booyah antes da hora, já que Janito, membro da VX, permaneceu vivo. Foram 13 abates para a equipe vencedora.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior
homem navegando na internet pelo celular

O que é Marketing de Conteúdo e por que utilizá-lo na sua estratégia?

Próximo post
Alessandra Santana é a nova diretora executiva de negócios da iD\TBWA

iD\TBWA tem nova diretora executiva de negócios

Posts Relacionados

Por favor, desabilitar Adblock para visualizar conteúdo do site.