O suspense caótico e brilhante de Noite passada em Soho

O filme, com Anya Taylor Joy e Thomasin McKenzie, estreia nessa 5ª nos cinemas.
Eu não li coisa alguma sobre Noite Passada em Soho antes de assistir. Sugiro que faça a mesma coisa. Rsrs, mesmo com o risco de você parar de ler o texto aqui. O filme estreia nessa quinta nos cinemas. Mas antes, posso dizer que é muito bom, e surpreendente.Entretanto, se você quer saber mais, prometo um texto sem spoilers. Tudo começa com a história de Eloise. Ela é uma garota simples do interior que consegue uma bolsa de estudos para estudar moda em Londres, seu grande sonho. Eloise adora coisas antigas, e é fascinada pelos anos 60. Quando vai morar na casa de uma senhora, ela parece fazer uma imersão no passado. E acaba fazendo viagens a um tempo onde nada é o que parece.

O que achei de Noite Passada em Soho?

Filmes que passam por viagens no tempo inexplicáveis já renderam grandes romances. É o caso de Em Algum Lugar do Passado, ou o pouco conhecido Os Dois Mundos de Jennie Logan.  Noite Passada em Soho não é um romance. Na verdade, passa por diversos gêneros. É divertido, caótico, emocionante e assustador. Há diversas referências a filmes da época, e até um quê hitchcockiano. Tudo com uma incrível direção de arte e figurino que merecem prêmios. Além disso, a trilha sonora é primorosa . Impossível não ficar cantarolando depois que o filme termina.Edgar Wright é um diretor de grande talento. É só lembrar de Em Ritmo de Fuga, que eu adoro. Aqui ele tem outro grande momento. Preste atenção nas cenas de Eloise e Sandy no Café de Paris. Brilhante! As duas atrizes que fazem as personagens não ficam atrás. Thomasin McKenzie é boa, e consegue passar perfeitamente sua doçura e fascínio por uma vida que não é a sua. Já Anya Taylor-Joy, que eu normalmente acho bem estranha, está perfeita como a sedutora. O filme tem ainda a participação de Matt Smith (The Crown) e de Sam Claflin. Aliás, desafio você a reconhecê-lo rapidamente no filme. É uma participação pequena, mas marcante. Noite Passada em Soho ainda conta com as presenças sempre poderosas dos veteranos Terence Stamp e Diana Rigg. Foi seu último papel no cinema. Fechou com chave de ouro uma carreira fenomenal. O filme é dedicado a ela!Eliane MunhozPara saber mais sobre filmes e séries, acesse blogdehollywood.com.br
Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior

Nespresso te convida a celebrar Natal com estilista Ortiz

Próximo post
Homem-Aranha: No Way Home: trailer finalmente é lançado; assista

Homem-Aranha 3: vilões de Andrew e Tobey retornam em trailer

Posts Relacionados