Por que é importante ter mulheres na liderança?

Por que é importante ter mulheres na liderança?

É inegável que as mulheres vêm conquistando espaços profissionais que, por muito tempo, foram negados a elas. Carreiras tradicionalmente “masculinas” (emprego tem gênero?) estão, aos poucos, sendo transformadas pela chegada de cada vez mais profissionais mulheres. Essa quebra de paradigma está revolucionando o mercado como um todo, mas alguns setores sentem a mudança de forma mais intensa – entre eles está o de Comunicação.

Uma pesquisa desenvolvida pela Revelo, plataforma de soluções tecnológicas para Recursos Humanos, aponta que, em 2020, mais de 50% dos profissionais atuantes no marketing digital já eram mulheres. Para comparação, em outra área tradicionalmente dominada pelos homens, as finanças, a equiparidade já está próxima: 48% das vagas eram ocupadas pelas mulheres. Contudo, essa mesma pesquisa aponta para uma disparidade nos cargos de gestão: no caso do marketing digital, menos da metade das mulheres exerce alguma função de liderança.

Mas, afinal, por que é tão importante ter mulheres liderando equipes e empresas? A resposta para essa pergunta tem, como é de se imaginar, muitas camadas.

Primeiramente, é importante ressaltar que, por muito tempo, nossa força de trabalho foi apagada da história. Resguardadas ao trabalho doméstico, esposas, mães e filhas só tiveram mais liberdade para trabalhar fora de casa no século XX. Contudo, atividades como cozinhar, lavar, passar e cuidar da família continuaram sendo uma “obrigação” feminina, fazendo com que grande parte das mulheres tivessem uma jornada dupla, sobrecarregando-as com as tarefas externas e internas ao lar. Por isso, conferir às mulheres cargos de liderança nas empresas é uma forma de reconhecer seu esforço, dedicação e competência para ocupar essas posições – fatores que são, infelizmente, ignorados por muitas empresas e empregadores ainda hoje.

Além disso, promover mulheres para vagas de gestão contribui para aumentar o poder econômico e a independência financeira dessas profissionais. Muitas vezes com uma pretensão salarial menor do que a de candidatos homens, mulheres sofrem também com a desigualdade de salários: dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que as mulheres recebem cerca de 23% a menos do que seus colegas homens em cargos similares. Além da questão financeira, essa disparidade faz com que nos batam sentimentos de frustração, incapacidade e até mesmo dificuldades psicológicas, como ansiedade, burnout e síndrome de impostora. Valorizar uma mulher é uma maneira de iniciar transformações profundas em toda uma classe de trabalhadoras, abrindo precedentes e possibilitando exemplos de sucesso.

Vantagens corporativas

A presença de mulheres em cargos de liderança traz vantagens também para as empresas. Hoje, sabe-se o quanto a diversidade está intimamente ligada à capacidade de inovação. Reunir pessoas que pensam diferente, sentem diferente e vêm de realidades diferentes faz com que a equipe, como um todo, passe a ter uma multiplicidade de olhares para um mesmo problema, ampliando as chances de criar soluções inovadoras. 

Vale ressaltar que a presença de mulheres nas lideranças e no alto escalão de empresas abre portas para que outros grupos minoritários sejam abraçados pela organização: quando um grupo se fortalece, certos comportamentos e condutas passam a ser questionados e radicalmente transformados, fazendo com que o ambiente empresarial seja mais aberto e acolhedor.

Estes são apenas alguns exemplos do porquê é tão importante ter mulheres em vagas de gestão. Quando uma mulher alcança o sucesso, ela está mostrando para tantas outras que, sim, é possível sonhar mais alto, é possível crescer. Afinal, lugar de mulher é onde ela quiser estar

* Daniela Gebara é sócia-fundadora e diretora comercial da agência full digital ROCKY.Monks
Post anterior
HBO Max adiciona botão de reprodução automática na plataforma

HBO Max adiciona botão de reprodução automática na plataforma

Próximo post
Guerra na Ucrânia: Epic Games levanta £ 37 milhões para esforços humanitários

Guerra na Ucrânia: Epic Games levanta £ 37 milhões para esforços humanitários

Posts Relacionados