Ganhar mais competitividade e expandir a atuação no comércio eletrônico foram os principais pontos que motivaram a Saraiva, rede varejista de educação, cultura e entretenimento, a migrar a sua plataforma de loja virtual para a VTEX, líder em digital commerce no Brasil. A mudança faz parte da estratégia de negócios da companhia, que inclui a evolução do modelo de marketplace e aprimoramento dos recursos de omnichannel.

Pioneira no setor de comércio online brasileiro, a Saraiva está reformulando a sua loja online e encontrou na VTEX a solução adequada ao seu novo momento de expansão, permitindo uma operação mais ágil e dinâmica com foco em inovação e evolução constante da plataforma digital.

“Acreditamos que a VTEX é a parceira ideal para ajudar a Saraiva no seu plano de negócios. Além de oferecer uma infraestrutura mais leve, a solução tem processos direcionados a otimizar vendas. Com a migração, teremos mais força e agilidade para responder às demandas do varejo digital e estar alinhados com as exigências dos nossos consumidores”, afirma Felipe Pavoni, diretor de e-commerce da Saraiva.

Com a VTEX, a empresa amplia sua atuação no marketplace próprio, ampliando seu mix de produtos com parceiros estratégicos e em sinergia com o negócio. Assim, além de oferecer aos clientes toda a gama de produtos do mercado editorial e de entretenimento, como games, CDs, DVDs, filmes e itens de papelaria, a loja fica mais completa com parceiros do segmento de tecnologia, brinquedos e acessórios, disponíveis para compra com integração total, permitindo que o cliente compre produtos Saraiva e de parceiros em um único pedido.

Outro destaque da migração é a otimização do conceito omnichannel. Atualmente, a Saraiva já oferece diversos serviços integrando seus canais aos clientes, porém, o objetivo do projeto é trazer mais eficiência nesta modalidade. A solução da VTEX permitirá que todas as lojas e estoques estejam conectados de forma inteligente e em tempo real, permitindo oferecer aos seus clientes experiências de shopping from store, o qual as lojas passam a ser um hub de distribuição de pedidos feitos via e-commerce; e retirada na loja, serviço já ofertado pela rede na qual o cliente compra pelo site e escolhe em qual loja retirar. Com isso, independentemente de onde o cliente comprar, ele será atendido da melhor forma que preferir.