A pandemia veio, para alguns setores, como um acelerador de futuros. Sabe todas aquelas ideias que você tinha no papel para um dia, quem sabe, colocar em prática? Elas não podem mais esperar. É hora de botar a mão na massa. 

Para o mercado de live marketing, o início da quarentena veio junto com uma pergunta: será que é hora de parar? Como seguir em um setor que precisa de gente, de contato, de eventos num momento em que temos que manter o isolamento social? A resposta veio depois de pensar muito e lembrar de todas as mudanças que o mercado já passou. Não é hora de parar. Mas, definitivamente, é hora de mudar. 

O live marketing pós-pandemia vai mudar. E já estamos vendo novas ações acontecendo. Mas, algumas tendências, certamente vieram para ficar. Saiba quais são elas.

Plataformas de vídeo ganharão ainda mais espaço

Com o mantra #ficaemcasa, quem obedeceu as orientações dos órgãos de saúde, aproveitou para consumir muito conteúdo em vídeo. Durante o período de isolamento foi possível perceber um aumento significativo de consumo de conteúdo via YouTube, Instagram e outros sites de vídeos, assim como o conhecimento de novas plataformas como Twitch. As lives que viraram febre na quarentena devem continuar em alta mesmo depois da pandemia. A facilidade de consumo e a comodidade de poder assistir o seu artista favorito no conforto de casa ganharam o coração do consumidor e devem ser mantido quando o isolamento acabar e se também se tornar mais um canal para as marcas ativarem seus produtos. 

 

Campanhas abordando o assunto coronavírus

Como já foi amplamente discutido e validado, a retomada será lenta e gradual. E as marcas tendem a explorar o assunto ainda por algum tempo. Usar o mote de aproveitar o tempo perdido, por exemplo, pode ser um caminho que as marcas mais antenadas devem seguir. De fato, a pandemia foi um marco para o planeta. A partir dela, muita coisa mudou. Empresas devem continuar falando sobre o assunto em suas campanhas e usando sua visibilidade para melhorias na consciência social e ambiental. 

 

Protagonismo e empatia como valores fundamentais para as marcas

A pandemia mostrou que as marcas que não mostraram protagonismo e nem empatia nesse período difícil que a humanidade atravessa, ficou esquecida ou mal vista. Tais valores devem estar presentes nas próximas campanhas de marcas que querem conquistar novos públicos e aumentar sua presença. E isso continua após a pandemia.

O dito novo normal já é uma realidade. E agora é hora das empresas  colocarem a criatividade e o conhecimento em prática para se sobressair de forma positiva e deixar um legado mesmo diante deste período difícil que a sociedade vive.

Por Ti Bernardes, diretor-geral da Agência MAK fala sobre live marketing pós-pandemia.