Uber dá seu primeiro passo no mercado de cannabis

Decisão deve influenciar outras plataformas e o mercado publicitário

O Uber está fazendo sua primeira incursão no mercado de maconha, já que os usuários do Uber Eats em Ontário, Canadá, em breve poderão solicitar produtos de maconha no aplicativo.

Uber dá seu primeiro passo no mercado de cannabis
Imagem: Getty Images

Os clientes poderão fazer pedidos em uma seção dedicada do aplicativo para o varejista de cannabis Tokyo Smoke e, em seguida, retirá-los em uma loja próxima. A empresa se recusou a decidir se vai estender a oferta ainda mais no Canadá e nos Estados Unidos.

O mercado de maconha do Canadá vale cerca de CAD $ 5 bilhões (£ 3 bilhões; $ 4 bilhões) por ano. Os usuários do Uber Eats terão que verificar sua idade no aplicativo e, então, poderão pegar seus pedidos em uma hora, disse a empresa. Segundo a lei canadense, embora o uso de maconha seja legal desde 2018, ainda é ilegal distribuí-la.

O Uber está voltado para o crescente mercado de cannabis há algum tempo. Em abril, o presidente-executivo Dara Khosrowshahi disse que a empresa vai considerar a distribuição de cannabis assim que for permitida pela lei dos EUA.

Produtores ilegais

Apesar de a venda de cannabis para uso recreativo ter se tornado legal no Canadá há três anos, os produtores ilegais ainda controlam uma grande parte das vendas. Isso é algo que o governo vem tentando remediar.

O Uber disse que sua parceria com a Tokyo Smoke ajudará os adultos no país a comprar cannabis legal e segura, combatendo os vendedores ilegais.

Uber dá seu primeiro passo no mercado de cannabis
Imagem: Getty Images

Prevê-se que o mercado de cannabis do Canadá continue a se expandir nos próximos anos, com a empresa de pesquisa da indústria BDS Analytics esperando que as vendas cresçam para US $ 6,7 bilhões em 2026.

“Continuaremos observando as regulamentações e oportunidades de perto, mercado por mercado. E conforme as leis locais e federais evoluam, exploraremos oportunidades com comerciantes que operam em outras regiões”, disse um porta-voz do Uber.

A demanda por produtos de maconha cresceu significativamente no ano passado, pois as pessoas ficavam presas em casa durante os bloqueios.

Matéria traduzida de BBC News.

Total
1
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Post anterior

Casa Gucci é para aqueles que gostam de um novelão!

Próximo post

KaBuM! traz Esquenta Black Friday com descontos de até 80%

Posts Relacionados